Pelé vai ser operado para tirar uma pedra nos rins

O antigo jogador brasileiro está internado desde o dia 3 de abril, altura em que deu entrada num hospital de Paris. Foi entretanto transferido para São Paulo, onde será submetido a sexta cirurgia nos últimos sete anos.

Pelé vai ser submetido a uma intervenção cirúrgica para retirar um cálculo renal, também conhecido como pedra nos rins. O antigo futebolista está internado desde terça-feira no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, tendo esta sexta-feira realizado mais alguns exames, que indicaram a necessidade de uma operação, que será realizada nas próximas horas.

Estes últimos problemas de saúde de Pelé iniciaram-se no dia 3 de abril em Paris, onde teve um encontro com o avançado Kylian Mbappé, tendo sido internado num hospital francês devido a febres altas, tendo sido então tratado para combater uma infeção urinária.

Na terça-feira foi transferido para São Paulo, onde ainda se encontra internado, apesar de os médicos brasileiros garantirem que o antigo jogador não corre perigo de vida, estando inclusive em "bom estado geral" de saúde.

Esta já é a segunda vez que Pelé tem um problema semelhante há cinco anos, tendo na altura ficado 48 horas internado. Contudo, dez dias depois, voltou a ser internado devido a outra infeção urinária com algumas complicações que o obrigaram a ficar 15 dias hospitalizado.

Pelé tem apenas um rim - o outro foi retirado na década de 1970 -, razão pela qual se explicam estas reincidências. O antigo jogador do Santos e da seleção brasileira vai ser assim submetido à sexta cirurgia em sete anos, depois de uma intervenção à coluna (2015), duas à anca (2012 e 2016), além de outras duas devido a infeções urinárias (2014 e 2019).

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG