Paulo Bento quer desenvolver o futebol na Coreia do Sul

O selecionador sul-coreano destacou que assumiu um projeto de longo prazo

Paulo Bento valorizou esta quinta-feira o "projeto de longo prazo" que assumiu na seleção da Coreia do Sul, depois de assinar na semana passada um contrato válido até 2022.

No horizonte do ex-técnico dos chineses do Chongqing Lifan, de 49 anos, incluem-se as presenças na Taça Asiática, em 2019, e no Campeonato do Mundo, em 2022, mas o foco do seu trabalho incide sobre o lançamento de novos talentos na seleção sul-coreana.

"Será um projeto de longo prazo, mas acredito que esta é uma ótima oportunidade para desenvolver o futebol sul-coreano, não apenas para a qualificação para a Taça Asiática e para o Mundial. Devemos oferecer oportunidades aos jovens jogadores, porque há muitos jogadores talentosos que podem ser a base do futuro", admitiu, numa conferência de imprensa em Goyang, a norte da capital, Seul.

Paulo Bento sucedeu no cargo a Shin Tae-yong, que orientou a equipa na reta final da fase de apuramento para o Campeonato do Mundo e na prova realizada na Rússia, onde a Coreia do Sul não foi além da fase de grupos.

Para o futuro, o novo selecionador sul-coreano mostrou-se "ambicioso" e preconizou um estilo de jogo mais agressivo, "com intensidade" e apoiado "nos pontos fortes" dos seus jogadores.

A estreia de Bento - que assume pela segunda vez na carreira o comando de uma seleção, depois de liderar Portugal entre 2010 e 2014 - no banco da Coreia do Sul está marcada para 7 de setembro, com um jogo particular frente à Costa Rica. Quatro dias depois, a 11, os sul-coreanos efetuam outro desafio, desta feita diante do Chile.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG