Gascoigne julgado em outubro por assédio sexual a mulher num comboio

O antigo futebolista internacional inglês diz-se "inocente" e ao mesmo tempo "preocupado e com medo" com o desfecho do julgamento

O antigo futebolista internacional inglês Paul Gascoigne vai ser julgado em outubro por assédio sexual a uma mulher a bordo de um comboio, revelou esta terça-feira um juiz britânico.

O ex-médio de Tottenham e Newcastle terá beijado e abraçado de forma imprópria uma mulher sem o seu consentimento, durante uma viagem de comboio entre York e Durham, no norte de Inglaterra, a 20 de agosto.

Paul Gascoigne, de 51 anos, declarou-se hoje inocente, perante um tribunal em Middlesbrough, e a sua advogada, Michelle Heeley, explicou que o ex-jogador "tende a abraçar as pessoas sem ter uma conotação sexual".

"Estou muito preocupado e estou com muito medo. Estou impaciente para ser julgado, pois não fiz nada de errado", disse o antigo jogador, que tem já um longo histórico de problemas com a justiça.

O juiz Simon Bourne-Arton concedeu a Paul Gascoigne fiança incondicional até o momento do julgamento, que começará em 14 de outubro com a acusação de "agressão sexual por toque".

'Gazza', que também passou pela Lazio, Everton e Middlesbrough, é considerado um dos futebolistas ingleses mais talentosos de sempre, embora tenha tido uma carreira conturbada, devido a mau comportamento e ao abuso de álcool.

Após 'pendurar' as chuteiras, em 2005, Paul Gascoigne continuou a aparecer nas primeiras páginas dos jornais sensacionalistas, sobretudo por causa dos seus problemas com o abuso de bebidas alcoólicas e drogas.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG