Oficial: Roma despede treinador. Derrota no Dragão foi gota de água

Clube italiano anuncia saída do treinador um dia depois da eliminação na Liga dos Campeões, aos pés do FC Porto. Ranieri apontado à sucessão

A Roma anunciou esta quinta-feira que Eusebio Di Francesco deixou de ser treinador da equipa principal, um dia depois de o clube italiano ter sido derrotado por 1-3 no Estádio do Dragão e de consequentemente ter sido eliminado da Liga dos Campeões, nos oitavos de final.

"Gostaria de agradecer a Eusebio pelos seus esforços. Ele sempre trabalhou com uma atitude profissional e colocou os interesses do clube acima dos próprios interesses. Desejamos o melhor para a sua carreira", afirmou o presidente Jim Pallotta, em declarações reproduzidas pelo site dos giallorossi.

Di Francesco venceu o título italiano pela Roma em 2000/01 enquanto jogador e era treinador da equipa da capital transalpina desde o verão de 2017, tendo atingido as meias-finais da Liga dos Campeões na época passada.

Entretanto, a Sky Italia adiantou que o próximo treinador da Roma deverá ser o italiano Claudio Ranieri, que deixou o Fulham a 28 de fevereiro.

Exclusivos