Mourinho: "Adjunto de Sarri pediu-me desculpa"

Provocação do adjunto do treinador do Chelsea aquando do golo do empate dos londrinos deixou português enfurecido, mas foi tudo sanado após o jogo

José Mourinho ficou enfurecido por um adjunto do Chelsea ter festejado efusivamente o golo do empate, aos 90+6 minutos, junto do banco do Manchester United. O treinador português fez uma espera ao elemento do staff dos blues no túnel de acesso aos balneários logo após o jogo, mas já veio garantir que o problema foi resolvido.

"O que aconteceu foi com o adjunto de Sarri e este foi o primeiro a dizer-me que ia resolver o problema internamente. Depois disso o adjunto, no gabinete do Sarri, pediu-me desculpa. Disse-lhe que se ele sentia assim, aceitava as desculpas e esquecia tudo. Já cometi muitos erros na minha carreira. Não o vou matar por causa de um", esclareceu o técnico dos red devils aos jornalistas.

Chelsea e Manchester United empataram este sábado a dois golos em Stamford Bridge. Rudiger adiantou os blues aos 21 minutos, Martial encetou a reviravolta a favor dos visitantes aos 55 e 73' mas, já em período de compensação, aos 90+6', Barkley igualou o encontro.

Com este empate, o Chelsea isolou-se provisoriamente na liderança do campeonato, ainda sem derrotas e com 21 pontos, mais um do que Manchester City e Liverpool, que têm menos um jogo.

O Manchester United somou o segundo empate na competição e ocupa o oitavo lugar, com 14 pontos.

Exclusivos