Morreu o técnico português de meio fundo Pedro Rocha

Enquanto coordenador do Programa Nacional de marcha e corrida promoveu a abertura de dezenas de centros pelo país,

O técnico nacional de meio fundo e coordenador do programa nacional de marcha e corrida, Pedro Rocha, morreu hoje, aos 54 anos, vítima de doença prolongada, anunciou a Federação Portuguesa de Atletismo.

Em comunicado, o organismo destaca o trabalho de Pedro Rocha, antigo atleta, na "promoção e abertura de dezenas de centros pelo país", e na "realização de vários congressos da corrida, com a presença de figuras nacionais e internacionais".

O organismo refere que a morte de Pedro Rocha, técnico de vários atletas, entre os quais Samuel Barata e Hugo Rocha, "deixa entre a família do atletismo um sentimento de profunda perda".

Também o Benfica, onde Pedro Rocha desempenhava as funções de coordenador das equipas de meio fundo e fundo, lamentou a morte do técnico nacional.

"Profissional incansável, com espírito formador e muito ativo, teve grande impacto na última década na secção de atletismo, a treinar alguns dos melhores valores no fundo e meio fundo nacional, estando associado a praticamente todas as conquistas seniores, por equipas, mais recentes do Benfica. Na formação, particular destaque para dois títulos europeus em juniores de corta-mato", refere o Benfica em comunicado.

"Referência de grande caráter, perseverança e tranquilidade, sentia o clube e ambicionava alcançar todo o potencial dos seus atletas. Partiu, aos 54 anos, vítima de doença prolongada, deixando um enorme vazio no atletismo português e em todos os amigos e adeptos que acompanhavam o seu percurso sereno e marcante na modalidade", acrescenta o Benfica, que expressa as suas "sentidas condolências".

O Benfica colocou a bandeira a meia haste.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG