Bruno Fernandes: "O contrato foi melhorado pelo meu empresário e rejeitado por mim"

Leia aqui as frases mais fortes da conferência de imprensa de Bruno Fernandes neste seu regresso ao Sporting

"Os empresários muitas vezes são difíceis, mas defendem os interesses dos jogadores. O que eu disse foi que não queria melhorar o contrato. Se o Sporting quisesse melhorar o contrato devido ao meu desempenho, tudo bem. Mas não fiz qualquer tipo de chantagem. Se fosse pelo lado financeiro, não estava aqui. O Sporting deu-me a possibilidade de vir para cá e pagou por mim. É um clube que deu-me muito e quero compensar o Sporting. Não quero ser vendido ao desbarato. Não foi por falta de clubes interessados que voltei ao Sporting, que isso fique bem ciente"

"O contrato foi melhorado pelo meu empresário e rejeitado por mim. Disse-lhe que a voltar ao Sporting só com as mesmas condições"

"Tive muitas propostas para sair e clubes que pagavam a cláusula de 100 milhões"

"Não vivo de prémios individuais ou de dinheiro. Ainda sou muito jovem, ainda penso muito em jogar à bola e sou feliz dentro de campo. No Sporting senti-me em casa como em nenhum clube em que tinha jogado, à exceção do Boavista na minha formação. No ano passado tentei dar o melhor de mim, independentemente de uns ou outros não o terem achado. Em relação à minha integração da pré-época, ainda tenho de falar com o mister. Há quatro anos que não tenho férias, devido às minhas presenças nas seleções"

"Foi-me garantida a segurança dos jogadores, e espero que o novo presidente continue a melhorar essa questão. Em relação ao Benfica, não sei se houve interesse. Não vou referir os nomes dos clubes que se mostraram interessados em mim, por respeito a esses clubes. O contrato foi melhorado pelo meu empresário, mas rejeitado por mim. Disse-lhe que só voltaria ao Sporting pelas mesmas condições"

"Fico triste por me terem chamado mercenário, ou de ouvir dizer que queria dinheiro, ou que nenhum clube me queria ou que não fiz um bom Mundial, mas respeito"

"Nani? Qualquer jogador é bem-vindo, desde que seja para defender as cores do Sporting da melhor forma. Não sei se vem, mas seria uma mais-valia e poderia ajudar o Sporting"

"Estou muito honrado em continuar com a camisola do Sporting. É um sonho estar aqui. Vim para o Sporting para conquistar títulos e poder melhorar. No ano passado acho que consegui ter uma boa prestação, e aquilo que eu prometo aos sportinguistas é mais do mesmo: muita garra e muita luta, independentemente se vou fazer mais ou menos golos e assistências"

"Espero que este ano seja melhor a nível coletivo. Estivemos em todas as frentes e lutámos por tudo até ao fim, mas infelizmente ganhámos apenas a Taça da Liga. Já tive a oportunidade de falar com o mister [José Peseiro] e acredito que pode ajudar. Alguns dos emprestados voltaram e têm muita qualidade"

"Estou focado nos objetivos do Sporting e na minha pré-época e disponível para jogar pelo Sporting, independentemente de quem será o presidente do Sporting. A questão da segurança foi garantida por Sousa Cintra. Os acontecimentos foram graves, passaram e o Sporting está numa nova fase. Muitas coisas mudaram. Espero que quem venha seja simplesmente pelos interesses do Sporting e que ajude o Sporting a crescer cada vez mais"

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG