Juventus de Ronaldo deixa de ser líder em Itália... 552 dias depois

Desde março de 2018 que a formação de Turim comandava o campeonato italiano, mesmo que em algumas jornadas de forma partilhada

Pela primeira vez em 552 dias, a Juventus deixou de ser líder do campeonato italiano. O empate de sábado em Florença (0-0), aliado à vitória caseira do invicto Inter de Milão sobre a Udinese (1-0) retiraram a equipa de Cristiano Ronaldo do topo da Série A, por troca com o conjunto orientado por Antonio Conte, que soma nove pontos, mais dois do que os homens de Turim.

Ainda que em algumas jornadas em igualdade pontual com outras equipas, como aconteceu nas duas primeiras rondas desta época, desde março de 2018 que não havia uma equipa que não a vecchia signora a liderar o campeonato de forma isolada.

Na temporada transata, a Juventus liderou a liga desde a primeira jornada até à última, nunca abrindo uma janela de oportunidade para que os principais concorrentes ganhassem alguma esperança. O mesmo já não poderá dizer no final desta época, mesmo que arrecade o nono scudetto consecutivo.

Exclusivos

Premium

Espanha

Bolas de aço, berlindes, fisgas e ácido. Jovens lançaram o caos na Catalunha

Eram jovens, alguns quase adultos, outros mais adolescentes, deixaram a Catalunha em estado de sítio. Segundo a polícia, atuaram organizadamente e estavam bem treinados. José Manuel Anes, especialista português em segurança e criminalidade, acredita que pertenciam aos grupos anarquistas que têm como causa "a destruição e o caos" e não a luta independentista.