Jota festejou chamada à seleção com golaço ao United e apuramento para as 'meias'

Wolves de Nuno Espírito Santo venceram o Manchester United, por 2-0, e apuraram-se para as meias finais da Taça de Inglaterra. City de Bernardo Silva também apurado.

A equipa que conta no plantel com os portugueses Rúben Vinagre, Rúben Neves, Pedro Gonçalves, João Moutinho, Ivan Cavaleiro, Hélder Costa e Diogo Jota recebeu e venceu este sábado o Manchester United de Diogo Dalot , apurando-se para as meias finais da Taça de Inglaterra.

Há 21 anos que o Wolverhampton não chegava às meias-finais da prova e há oito anos que não vencia o Manchester United. Conseguiram-no este sábado. Os wolves eliminaram assim os red devils, por 2-0, com golos de Jiménez (ex- Benfica) e do português Diogo Jota. O jovem avançado festejou assim a chamada à seleção nacional.

A jogar em casa a equipa de Nuno Espírito Santo marcou a lei. Sergio Roberto foi adiando o golo dos wolves após remates de Jiménez e João Moutinho, mas o golo acabou por acontecer mesmo. Moutinho passou por Dalot, ganhou um ressalto e, ao terceiro remate, Jiménez abriu o marcador. E demorou apenas seis minutos para Diogo Jota fazer o segundo. O avançado português pegou na bola e marcou depois de percorreu metade do campo em corrida.

Depois Rashford ainda reduziu para o United, mas a equipa de Solskjaer acabou mesmo por cair nos quartos de final da Taça de Inglaterra aos pés da armada portuguesa de Wolverhampton.

Em 7.º lugar na liga inglesa, depois de no ano passado ter conquistado o título da II Liga, a equipa orientada por Nuno Espírito Santo está agora a um jogo de chegar à final do torneio de futebol mais antigo do mundo, a Taça de Inglaterra. Quatro vezes vencedor do troféu (1892/93, 1907/08, 1948/49 e 1959/60) e outras tantas finalista vencido (1888/89, 1895/96, 1920/21 e 1938/39), o wolves procura regressar às principais decisões do futebol britânico.

Antes, já o Watford tinha feito valer o fator casa diante do Crystal Palace (2-1), com os golos da formação caseira a surgirem por intermédio de Etienne Capoue (27 minutos) e de Andre Gray (79 minutos). O golo dos visitantes foi marcado aos 62 minutos pelo belga Michy Batshuayi, mas foi insuficiente para assegurar a permanência em prova do Crystal Palace, que vê o oponente Watford avançar para as meias-finas.

No domingo o Millwall (último resistente do segundo escalão em prova) recebe o Brighton.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG