Jogador turco ex-Barcelona arrisca 12 anos de prisão

Arda Turan é acusado dos crimes de posse ilegal de armas, agressões e assédio sexual

O médio turco Arda Turan, de 31 anos, está a contas com a justiça da Turquia, tendo sido esta segunda-feira acusado pelos crimes de de posse ilegal de armas, agressões e assédio sexual, que lhe pode valer uma pena máxima de 12 anos e meio de prisão.

A notícia foi avançada pela agência noticiosa DHA, referindo que o atual jogador do Basaksehir e que já representou Atlético de Madrid e Barcelona, envolveu-se em confrontos com o o cantor Berkay Sahin quando saía de uma discoteca de Istambul, altura em que Arda Turan terá dirigido alguns comentários à mulher do cantor.

Arda Turan é um dos mais importantes turcos dos últimos anos, tendo realizado 100 jogos pela seleção do seu país, pela qual marcou 18 golos. Além disso, conta no currículo com três títulos de campeão espanhol, uma Liga Europa, uma Supertaça europeia, duas Taças do Rei de Espanha, duas Supertaças espanholas, duas ligas turcas, uma Taça da Turquia e uma Supertaça turca.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG