João Sousa perde frente a Cameron Norrie nos oitavos de final em Auckland

O português João Sousa, 44.º do ranking mundial de ténis, foi esta quarta-feira eliminado na segunda ronda do torneio de Auckland, ao perder frente ao britânico Cameron Norrie, 93.º da hierarquia, por 7-6 (7-5) e 6-4.

Norrie qualificou-se para os quartos de final ao vencer o primeiro embate frente ao número um português, finalista do torneio neozelandês em 2017, em uma hora e 35 minutos.

O britânico vai disputar uma vaga nas meias-finais frente ao norte-americano Taylor Fritz, 50.º do ranking, que venceu nos oitavos o seu compatriota John Isner, primeiro cabeça de série e 10.º do circuito, por 7-6 (7-3) e 7-6 (7-5).

Exclusivos

Premium

EUA

Elizabeth Warren tem um plano

Donald Trump continua com níveis baixos de aprovação nacional, mas capacidade muito elevada de manter a fidelidade republicana. A oportunidade para travar a reeleição do mais bizarro presidente que a história recente da América revelou existe: entre 55% e 60% dos eleitores garantem que Trump não merece segundo mandato. A chave está em saber se os democratas vão ser capazes de mobilizar para as urnas essa maioria anti-Trump que, para já, é só virtual. Em tempos normais, o centrismo experiente de Joe Biden seria a escolha mais avisada. Mas os EUA não vivem tempos normais. Kennedy apontou para a Lua e alimentava o "sonho americano". Obama oferecia a garantia de que ainda era possível acreditar nisso (yes we can). Elizabeth Warren pode não ter ambições tão inspiradoras - mas tem um plano. E esse plano da senadora corajosa e frontal do Massachusetts pode mesmo ser a maior ameaça a Donald Trump.