João Almeida reforça liderança após a 16.ª etapa do Giro

O ciclista português conserva a camisola rosa e até ganhou mais dois segundos ao holandês Kelderman, segundo da geral. "Estou confiante e a esperar o melhor, mas preparado para o pior", disse.

O português João Almeida (Deceuninck-QuickStep) reforçou esta terça-feira a liderança do Giro de Itália, ganhando dois segundos ao principal concorrente, o holandês Wilco Kelderman, na 16.ª etapa que foi ganha pelo esloveno Jan Tratnik (Bahrain-McLaren).

Tratnik, de 30 anos, cortou a meta ao percorrer os 229 quilómetros entre Udine e San Daniele del Friuli em 6:04.36 horas. O ciclista esloveno foi um dos protagonistas da fuga do dia, cortando a meta sete segundos à frente do australiano Ben O'Connor (NTT) e do italiano Enrico Battaglin (Bahrain-McLaren), que ficou a 1.14 minutos.

João Almeida seguiu sempre no pelotão junto da sua equipa, tendo atacado já na parte final da corrida para ganhar dois segundos à concorrência, onde estavam os dois homens da Sunweb, o holandês Wilco Kelderman e o australiano Jai Hindley, segundo e terceiro classificados na geral.

No final da tirada, o ciclista português admitiu que o ataque que protagonizou no final foi "a melhor opção" em termos defensivos. "Não acho que estes segundos façam a diferença, mas defensivamente foi a melhor opção. Costumo ser bom nestes finais explosivos, tinha boas pernas e senti-me bem", disse, admitindo estar "preocupado" com Kelderman, porque para os outros tem "uma boa margem". "Vamos ver quão longe posso ir. Estou confiante e a esperar o melhor, mas preparado para o pior", finalizou.

Neste momento, João Almeida conserva a camisola rosa pelo 15.º dia consecutivo, tendo 17 segundos de avanço sobre Kelderman e 2.58 minutos para Hindley.

Esta quarta-feira, a 17.ª etapa liga Bassano del Grappa a Madonna di Campiglio em 203 quilómetros, com três contagens de montanha de primeira categoria, a última delas a coincidir com a meta.


Outras Notícias

Outros conteúdos GMG