Jimmy Butler lidera Miami Heat e impede Lakers de chegarem ao título da NBA

A equipa de Los Angeles dispôs da primeira oportunidade para se sagrar campeão pela 17.ª vez, mas apesar dos 40 pontos de Lebron James, não resistiu aos combativos Miami Heat, que reduziram a desvantagem na final para 3-2.

Os Miami Heat, liderados por um incansável Jimmy Butler, impediram os Los Angeles Lakers de se sagrarem campeões da NBA na madrugada deste sábado, forçando à realização do sexto jogo da final, que se realiza na madrugada de segunda-feira

Na bolha da Disney World, em Orlando, Miami Heat venceu por 111-108, com Butler a comandar a resistência da equipa perante a enorme exibição de LeBron James que, coadjuvado por Anthony Davis, fez 40 pontos, que se revelaram insuficientes para que os Lakers garantissem o 17.º anel de campeões de basquetebol da NBA.

Acabaram por ser os Heat a festejar, reduzindo a desvantagem para 2-3, que os mantém com esperança em dar a volta à desvantagem e chegar ao título. E tudo isto num jogo em que o treinador Erik Spoelstra, ainda sem o base Goran Dragic, só utilizou sete jogadores.

Jimmy Butler foi então a estrela da partida, pois em 47.11 minutos - só descansou 49 segundos - de entrega total, fechou as contas com 35 pontos, 12 ressaltos, 11 assistências e cinco roubos de bola. A estrela de Miami converteu 11 tiros de campo, em 19 tentados, e esteve perfeito da linha de lance livre, com 12 em 12, quatro dos quais no último minuto, em duas situações de desvantagem por um ponto, a 46,7 e 16,8 segundos do fim.

Depois de zero, nove, 13 e 17 pontos, nos primeiros quatro jogos o atirador Duncan Robinson apareceu, finalmente, a grande nível e foi também determinante no conjunto da Florida, com 26 pontos, incluindo sete triplos, em 13 tentados.

Kendrick Nunn, que trouxe os únicos pontos (14) do banco, e Tyler Herro (12) também foram importantes, tal como, pelo enorme esforço na defesa, Bam Adebayo (13), Jae Crowder (11) e André Iguodala, que ganhou seis ressaltos.

Na formação de LA, LeBron James fez um jogo enorme, ao somar 40 pontos - com espantosos 71,4% nos tiros de campo (15 em 21), incluindo 66,7% nos triplos (seis em nove) -, 13 ressaltos e sete assistências, nos 41.51 minutos que esteve em campo.

Por seu lado, e num jogo em que apanhou um par de sustos, por problemas físicos, Anthony Davis contribuiu com 28 pontos e 12 ressaltos, enquanto Kentavious Caldwell-Pope também esteve muito bem, com 16 pontos, o seu máximo na final.

O encontro começou pautado pelo equilíbrio, que se prolongou até ao final do primeiro período, finalizado com um ponto de vantagem para os Heat (24-25), depois de os Lakers terem chegado a liderar por cinco (16-11 e 18-13).

Os Heat entraram melhor no segundo quarto e conseguiram colocar a diferença na casa das dezenas (30-41), só que os Lakers reagiram, sendo que, até ao intervalo (56-60), o jogo valeu sobretudo pelo duelo entre Butler (22 pontos) e James (21).

A segunda parte não trouxe grandes novidades, mas a qualidade do jogo ainda aumentou no terceiro período, que foi quase sempre dominado pelo conjunto de Erik Spoelstra, com um avanço máximo de oito pontos (70-78), para se ficar em seis (82-88).

Novamente com uma entrada melhor, os Heat voltaram a fugir no início do quarto período (82-93), mas um triplo de LeBron James lançou os Lakers para nova recuperação e o regresso à liderança (97-96 e depois 99-96), após um impactante 17-3.

Os Heat tomaram duas ou três más decisões no ataque e pareciam esgotados, mas um raro tiro de Adebayo e novo triplo de Robinson voltaram a virar o jogo (99-101).

Depois, começou a batalha entre James e Butler, que dividiram os pontos até aos 106-107, com 46,7 segundos para jogar. LeBron voltou a assumir no ataque seguinte, mas, muito marcado, teve de soltar para Rajon Rondo, que fez um air ball que virou assistência para Davis, a 21,8 segundos do fim (108-107). Nada que incomodasse Butler, que foi para cima de Davis e ganhou mais dois lances livres, não desperdiçados (108-109).

Faltavam 16,8 segundos, James levou a bola e fez um passe para Danny Green, que, solto, falhou um triplo. Markieff Morris ainda ganhou o ressalto ofensivo, mas, ao tentar servir Davis, acabou por atirar a bola para fora.

Os Heat já não podiam perder e foi isso que aconteceu. Tyler Herro sofreu falta e, com 1,6 segundos, marcou os dois lances livres. A bola ainda voltou a LeBron James, mas o seu triplo do meio-campo ficou muito curto. Festa adiada.

A final da NBA prossegue no domingo (madrugada de segunda-feira em Portugal), em Orlando, onde os Lakers podem, novamente, igualar os 17 títulos dos Boston Celtics na liderança do ranking e arrebatar, no ano da morte de Kobe Bryant, um anel que lhes foge desde 2010.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG