Zakarya tem lesão grave e já não será reforço do FC Porto

Lateral esquerdo de 29 anos tinha tudo alinhavado para reforçar o campeão nacional mas tem uma lesão ligamentar mais grave do que se supunha quando saiu antes do intervalo no encontro que opôs o Belenenses ao Moreirense

O marroquino Zakarya Bergdich já não vai ser reforço do FC Porto. O lateral esquerdo de 29 anos lesionou-se esta segunda-feira em Moreira de Cónegos naquele que seria o seu último encontro pelo Belenenses, contudo, a lesão ligamentar é mais grave do que se previa na altura o que vai obrigar a uma paragem prolongada.

"Gostavamos de tê-lo cá, mas é uma oportunidade única na carreira do jogador e não posso cortar essa possibilidade. Ficamos tristes se for, porque é um bom jogador", disse Silas, treinador do Belenenses após o empate com o Moreirense, isto quando se pensava que a mazela não seria importante o suficiente para abortar a transferência para o Dragão, que já estava delineada entre clubes e que valeria uma verba um pouco abaixo de um milhão de euros para os cofres do Belenenses.

O futebolista esteve esta terça-feira na cidade do Porto, acompanhado de Rui Pedro Soares, presidente da SAD do Belenenses, para finalizar o negócio e ser anunciado mas os exames médicos confirmaram o pior cenário.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ricardo Paes Mamede

O populismo entre nós

O sucesso eleitoral de movimentos e líderes populistas conservadores um pouco por todo o mundo (EUA, Brasil, Filipinas, Turquia, Itália, França, Alemanha, etc.) suscita apreensão nos países que ainda não foram contagiados pelo vírus. Em Portugal vários grupúsculos e pequenos líderes tentam aproveitar o ar dos tempos, aspirando a tornar-se os Trumps, Bolsonaros ou Salvinis lusitanos. Até prova em contrário, estas imitações de baixa qualidade parecem condenadas ao fracasso. Isso não significa, porém, que o país esteja livre de populismos da mesma espécie. Os riscos, porém, vêm de outras paragens, a mais óbvia das quais já é antiga, mas perdura por boas e más razões - o populismo territorial.