Wolves. Jota & Jota ferem o Chelsea

Contra-ataque letal conduzido por Jota e finalizado pelo histórico Jiménez deu vantagem em Stamford Bridge, mas Chelsea chegou ao empate aos 90'+2'

Raúl Jiménez já é o "Big Jim" em Inglaterra. E nesse caso Jota deverá ser o "Big Djay" (jota pronuncia-se djay). Em Stamford Bridge, a dupla construiu um contra-ataque demolidor (56') que colocou o mexicano na história do clube e obrigou o Chelsea a trabalhos suplementares para resgatar um empate (1-1) nos descontos com um golaço de Hazard.

O compêndio de contra-ataque pode ser visto no vídeo acima aos 6m50s.

Jiménez tornou-se no melhor marcador da história do Wolverhampton na Premier League. Leva 12 golos e ainda faltam oito jogos. E esta época é o jogador fora dos "Big 6" (City, United, Liverpool, Arsenal, Chelsea e Tottenham) com mais golos marcados aos tubarões da Premier League. Marcou quatro e fez duas assistências.

O ponta-de-lança está cedido pelo Benfica aos Wolves, que pagaram três milhões de euros e parecem dispostos a desembolsar mais 38 milhões da cláusula que garante os direitos económicos do mexicano no final da época.

Este empate permitiu à equipa de Nuno Espírito Santo descolar do Watford no 7.º lugar, a 13 pontos do 6.º. O Chelsea, que igualou pontualmente o Arsenal (57 pontos), embora os gunners recebam esta tarde o Manchester United (4.º, na última vaga direta da Champions, com mais um ponto, 58).

O Liverpool, antes da decisiva deslocação a Munique para a Champions (em casa, empatou 0-0 com o Bayern), cumpriu a obrigação e bateu (4-2) o Burnley com relativa facilidade.

Os visitantes adiantaram-se aos 6', por intermédio de Westwood, mas Firmino (19' e 67') e Mané (29' e 90'+3') bisaram e resolveram o suspense que Gudmundsson (90'+1') criou nos descontos. Os reds seguem a um ponto do líder Manchester City, que este sábado se havia desenvencilhado do Watford (3-1).

Consultar classificação aqui.

Ler mais

Exclusivos