Vuelta: Simon Clarke vence quinta etapa, mas é Rudy Molard o novo líder

O australiano da Education First -- Cannondale Drapac venceu esta quarta-feira a quinta etapa da Volta a Espanha, após a qual o francês Rudy Molard (Groupama-FDJ) assumiu a liderança da classificação geral individual.

Clarke, de 32 anos, cumpriu os 188,7 quilómetros entre Granada e Roquetas de Mar em 4:36.07 horas, o mesmo tempo dos companheiros de fuga, o holandês Bauke Mollema (Trek-Segafredo), segundo, e o italiano Alessandro de Marchi (BMC), terceiro.

Na classificação geral, o polaco Michal Kwiatkowski (Sky), que cortou a meta integrado no pelotão a 4.55 minutos dos vencedores, cedeu demasiado tempo para a fuga, deixando o francês Molard, sexto na etapa a oito segundos de Clarke, como novo camisola vermelha da prova com 1.01 minutos de vantagem para o anterior líder.

Na quinta-feira, a sexta etapa vai ligar Huércal-Overa a San Javier, numa tirada de 155,7 quilómetros que conta com duas contagens de montanha, ambas de terceira categoria.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os irados e o PAN

A TVI fez uma reportagem sobre um grupo de nome IRA, Intervenção e Resgate Animal. Retirados alguns erros na peça, como, por exemplo, tomar por sério um vídeo claramente satírico, mostra-se que estamos perante uma organização de justiceiros. Basta, aliás, ir à página deste grupo - que tem 136 000 seguidores - no Facebook para ter a confirmação inequívoca de que é um grupo de gente que despreza a lei e as instituições democráticas e que decidiu fazer aquilo que acha que é justiça pelas suas próprias mãos.

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Falta (transparência) de financiamento na ciência

No início de 2018 foi apresentado em Portugal um relatório da OCDE sobre Ensino Superior e a Ciência. No diagnóstico feito à situação portuguesa conclui-se que é imperativa a necessidade de reformar e reorganizar a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), de aumentar a sua capacidade de gestão estratégica e de afastar o risco de captura de financiamento por áreas ou grupos. Quase um ano depois, relativamente a estas medidas que se impunham, o governo nada fez.