Vuelta: Elia Viviani vence terceira etapa ao sprint

O italiano da Quick-Step Floors venceu esta segunda-feira ao sprint a terceira etapa da Volta a Espanha em bicicleta, enquanto o polaco Michal Kwiatkowski (Sky) segurou a liderança da classificação geral individual.

O campeão italiano de fundo, de 29 anos, cumpriu os 178,2 quilómetros entre Mijas e Alhaurín de la Torre em 4:48.12 horas, batendo ao sprint o compatriota Giacomo Nizzolo (Trek-Segafredo), segundo, e o tricampeão mundial em título, o eslovaco Peter Sagan (BORA-hansgrohe), terceiro.

Kwiatkowski, hoje 13.º, vai continuar a vestir a camisola vermelha, de líder da geral, na quarta etapa, que liga Vélez-Málaga à Sierra de la Alfaguara, num traçado de 161,4 quilómetros com chegada em alto a testar os candidatos à vitória final.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.