Enrique Sanz vence sétima etapa da Volta a Portugal, Alarcón mantém amarela

Pelotão cumpre na sexta-feira a oitava etapa, entre Barcelos e Braga

O espanhol Enrique Sanz (Euskadi-Murias) venceu esta quinta-feira a sétima etapa da Volta a Portugal em bicicleta, que ligou Montalegre ao Santuário de Santa Luzia, em Viana do Castelo, na distância de 165,5 quilómetros.

O também espanhol Raúl Alarcón (W52-FC Porto) conservou a liderança, ao terminar em terceiro lugar, logo atrás do português Daniel Mestre (Efapel), chegando ambos com o mesmo tempo do vencedor (3:45.02 horas), num final em que a meta coincidiu com a contagem de montanha de terceira categoria.

Alarcón, que procura repetir a vitória alcançada na edição de 2017, conservou a camisola amarela, com 52 segundos de avanço sobre Jóni Brandão (Sporting-Tavira) e 1.41 minutos em relação ao espanhol Vicente García de Mateos (Aviludo-Louletano).

Na sexta-feira, o pelotão cumpre a oitava etapa, entre Barcelos e Braga, numa distância de 147,6 quilómetros, numa tirada com quatro prémios de montanha, um de segunda categoria, dois de terceira e um de quarta.

Ler mais

Premium

Anselmo Borges

"Likai-vos" uns aos outros

Quem nunca assistiu, num restaurante, por exemplo, a esta cena de estátuas: o pai a dedar num smartphone, a mãe a dedar noutro smartphone e cada um dos filhos pequenos a fazer o mesmo, eventualmente até a mandar mensagens uns aos outros? É nisto que estamos... Por isso, fiquei muito contente quando, há dias, num jantar em casa de um casal amigo, reparei que, à mesa, está proibido o dedar, porque aí não há telemóvel; às refeições, os miúdos adolescentes falam e contam histórias e estórias, e desabafam, e os pais riem-se com eles, e vão dizendo o que pode ser sumamente útil para a vida de todos... Se há visitas de outros miúdos, são avisados... de que ali os telemóveis ficam à distância...