Vitalino Canas candidato à Mesa da Assembleia Geral do Sporting

Histórico do PS integra a lista do candidato Fernando Tavares Pereira. Advogado de Rafael Leão, Mário Fontemanha é o eleito para o Conselho Fiscal e Disciplinar.

Fernando Tavares Pereira vai a votos, no dia 8 de setembro, com Vitalino Canas (Mesa da Assembleia Geral) e Mário Fontemanha (Conselho Fiscal e Disciplinar).

O histórico do PS e deputado na Assembleia da República, de 59 anos, é o candidato à presidência da MAG, enquanto o também advogado Mário Fontemanha, que foi deputado pelo PSD em 2005, surge no topo da lista ao Conselho Fiscal e Disciplinar.

A candidatura, que tem como lema "Unidos Venceremos", quer dar resposta a um momento em que o clube "precisa de muita estabilidade, precisa de muito apoio e de tranquilidade", segundo o o empresário natural de Tábua.

Fernando Tavares Pereira é um dos oito candidatos anunciados à presidência do Sporting. Bruno de Carvalho, Carlos Vieira, Frederico Varandas, Pedro Madeira Rodrigues, Dias Ferreira, Zeferino Boal e João Benedito são os outros candidatos.

Exclusivos

Premium

história

A América foi fundada também por angolanos

Faz hoje, 25 de agosto, exatos 400 anos que desembarcaram na América os primeiros negros. Eram angolanos os primeiros 20 africanos a chegar à América - a Jamestown, colónia inglesa acabada se ser fundada no que viria a ser o estado da Virgínia. O jornal The New York Times tem vindo a publicar uma série de peças jornalísticas, inseridas no Project 1619, dedicadas ao legado da escravatura nos Estados Unidos. Os 20 angolanos de Jamestown vinham num navio negreiro espanhol, a caminho das minas de prata do México; o barco foi apresado por piratas ingleses e levados para a nova Jamestown. O destino dos angolanos acabou por ser igual ao de muitos colonos ingleses: primeiro obrigados a trabalhar como contratados e, ao fim de alguns anos, livres e, por vezes, donos de plantações. Passados sete anos, em 1626, chegaram os primeiros 11 negros a Nova Iorque (então, Nova Amesterdão) - também eram angolanos. O Jornal de Angola publicou ontem um longo dossiê sobre estes acontecimentos que, a partir de uma das maiores tragédias da História moderna, a escravatura, acabaram por juntar o destino de dois países, Angola e Estados Unidos, de dois continentes distantes.