Vice-campeões do mundo humilhados em Espanha

A Croácia não resistiu ao poderio dos espanhóis e foram goleados por incríveis 6-0

A vice-campeã do mundo Croácia foi humilhada esta terça-feira, em Elche, pela Espanha, em jogo de estreia na Liga das Nações. Os espanhóis golearam por 6-0, um resultado que poucos esperavam, mas que coloca a seleção de Luis Enrique isolada no comando do grupo 4 da Liga A com duas vitórias em outros tantos jogos.

Ao intervalo, a Espanha já tinha uma vantagem de três golos, materializados por Saúl Ñiguez, Marco Asensio e um autogolo do guarda-redes Lovre Kalinic.

No segundo tempo, o resultado tornou-se ainda mais escandaloso com os golos de Rodrigo, Sergio Ramos e Isco. Esta é a segunda vez que a seleção espanhola, que leva 26 jogos consecutivos sem perder, marcou seis golos a um vice-campeão do mundo, depois de a Argentina, por ter perdido por 6-1, em março deste ano, num jogo de preparação para o Mundial 2018.

Em partida relativa ao grupo 2 da Liga A, a Bélgica foi a Reiquejavique vencer a Islândia por 3-0, com um golo de Eden Hazard e um bis de Romelu Lukaku.

A contar para a Liga B, a Bósnia recebeu e venceu a Áustria por 1-0 graças a um golo de Edin Dzeko.

Eis todos os resultados do dia na Liga das Nações:

Liga A - Grupo 2
Islândia-Bélgica, 0-3

Liga A - Grupo 4
Espanha-Croácia, 6-0

Liga B - Grupo 3
Bósnia-Áustria, 1-0

Liga C - Grupo 2
Finlândia-Estónia, 1-0
Hungria-Grécia, 2-1

Liga D - Grupo 2
Moldávia-Bielorrússia, 0-0
São Marino-Luxemburgo, 0-3

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os irados e o PAN

A TVI fez uma reportagem sobre um grupo de nome IRA, Intervenção e Resgate Animal. Retirados alguns erros na peça, como, por exemplo, tomar por sério um vídeo claramente satírico, mostra-se que estamos perante uma organização de justiceiros. Basta, aliás, ir à página deste grupo - que tem 136 000 seguidores - no Facebook para ter a confirmação inequívoca de que é um grupo de gente que despreza a lei e as instituições democráticas e que decidiu fazer aquilo que acha que é justiça pelas suas próprias mãos.

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Falta (transparência) de financiamento na ciência

No início de 2018 foi apresentado em Portugal um relatório da OCDE sobre Ensino Superior e a Ciência. No diagnóstico feito à situação portuguesa conclui-se que é imperativa a necessidade de reformar e reorganizar a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), de aumentar a sua capacidade de gestão estratégica e de afastar o risco de captura de financiamento por áreas ou grupos. Quase um ano depois, relativamente a estas medidas que se impunham, o governo nada fez.