US Open: João Sousa na terceira ronda após desistência de Carreno-Busta

Português liderava o quinto set por 3-0 quando o espanhol desistiu. Vai defrontar na próxima ronda, o seu recorde neste torneio, o vencedor do confronto entre o francês Lucas Pouille (17) e o cipriota Marcos Baghdatis (93)

O tenista português João Sousa, 68.º do ranking mundial, qualificou-se esta quinta-feira para a terceira ronda do Open dos Estados Unidos, último Grand slam da temporada, ao derrotar o espanhol Pablo Carreno-Busta, 12.º do mundo.

O jogador português liderava o quinto set por 3-0 quando o espanhol abandonou por lesão, pelo que o minhoto venceu pelos parciais de 4-6, 6-3, 5-7, 6-2 e 3-0, abandono, numa altura em que o encontro já registava três horas e 11 minutos.

Esta será a terceira vez que João Sousa disputa a terceira ronda no US Open, depois das edições de 2013 e 2016. Para chegar aos oitavos de final, terá de ultrapassar o vencedor do encontro entre o francês Lucas Pouille, 17.º do mundo, e o cipriota Marcos Baghdatis, 93.º da hierarquia.

Ler mais

Premium

Rosália Amorim

Crédito: teremos aprendido a lição?

Crédito para a habitação, crédito para o carro, crédito para as obras, crédito para as férias, crédito para tudo... Foi assim a vida de muitos portugueses antes da crise, a contrair crédito sobre crédito. Particulares e também os bancos (que facilitaram demais) ficaram com culpas no cartório. A pergunta que vale a pena fazer hoje é se, depois da crise e da intervenção da troika, a realidade terá mudado assim tanto? Parece que não. Hoje não é só o Estado que está sobre-endividado, mas são também os privados, quer as empresas quer os particulares.