Federer e Sharapova fora do US Open ao perderem nos oitavos

O suíço de 37 anos, cinco vezes vencedor do torneio, perdeu frente ao australiano John Millman. Já a tenista russa foi eliminada pela espanhola Carla Suárez Navarro

Os antigos campeões Roger Federer e Maria Sharapova foram eliminados na segunda-feira nos oitavos de final do US Open em ténis, último Grand Slam da temporada, numa noite em que Marin Cilic passou aos quartos de final.

O inesperado aconteceu pela mão de Roger Federer, pentacampeão do 'major' nova-iorquino, ao perder frente ao australiano John Millman em quatro sets, pelos parciais de 3-6, 7-5, 7-6 (9-7) e 7-6 (7-3).

O helvético, de 37 anos, chegou aos oitavos de final com um registo histórico de 40 vitórias diante jogadores fora do 'top-50', mas Millman (55.º do 'ranking'), mesmo cedendo o primeiro 'set', conseguiu recuperar e afastar o adversário de Flushing Meadows, onde há dez anos conquistou o último dos seus cinco títulos consecutivos.

Antes de consumada a derrota, Federer chegou a liderar por 6-3 e 5-4, com 40-15, mas não fechou nenhum dos dois pontos para o 'set', falhando igualmente o ponto de partida que dispôs no 'tiebreak' do terceiro parcial. Millman aproveitou e agarrou o encontro, numa noite em que a humidade subiu aos 83%.

"Estava muito quente. Foi uma daquelas noites em que senti que não conseguia respirar. Não havia circulação de ar. Por alguma razão, tive mais dificuldades. É uma das primeiras vezes que me acontece", confessou o número dois mundial.

John Millman precisou, ainda assim, de três horas e 38 minutos para, na sua estreia no Arthur Ashe Stadium, se impor a Roger Federer, que concretizou 13 ases e 65 'winners' e disparou 10 duplas faltas e 76 erros não forçados.

"No início, não conseguia sequer movimentar-me. Ele estava a jogar à vontade e a dominar facilmente, até que venci o segundo 'set' e encontrei o meu caminho, tornei-me mais agressivo. Estive bem no serviço e o Roger não esteve tão bem", afirmou o australiano que, durante uma semana este ano, foi parceiro de Federer para preparar Wimbledon.

Além da primeira vitória ante um jogador do 'top-10', John Millman, que foi operado em fevereiro e já havia sido submetido a duas cirurgias ao ombro, fê-lo diante daquele por quem nutre especial consideração, antes de enfrentar o bicampeão Novak Djokovic.

Marin Cilic, por sua vez, bateu o belga David Goffin (10.º da hierarquia) em apenas três 'sets', pelos parciais de 7-6 (8-6), 6-2 e 6-4, para marcar encontro nos quartos de final com Kei Nishikori, numa reedição da final de 2014 ganha pelo croata.

Maria Sharapova viveu noite semelhante à de Roger Federer mas frente à espanhola Carla Suárez Navarro, que resolveu festejar o 30.º aniversário com uma vitória, por 6-4 e 6-3, e a qualificação para os quartos de final.

Depois da estreia no Arthur Ashe Stadium, a 30.ª cabeça de série vai disputar o acesso às meias-finais com a norte-americana Madison Keys.

Ler mais

Exclusivos