Tudo o que precisa saber sobre o sorteio para qualificação do Euro 2020

Campeã europeia ficará a conhecer a partir das 11h00 deste domingo, os quatro ou cinco oponentes da fase de qualificação do Euro 2020. Playoff já está garantido via Liga das Nações

Portugal ficará este domingo (11.00) em Dublin, capital da República da Irlanda, a conhecer a composição do seu grupo da fase de qualificação para o Campeonato da Europa de 2020, competição da qual é o campeão em título.

Quando as bolas começarem a ser sorteadas a seleção nacional já saberá que estará integrado num dos cinco grupos de cinco equipas (A a E) - existem outros cinco grupos de seis equipas (F a J) - e terá o conforto de ter já garantida, no mínimo, a presença no playoff, por via do desempenho na Liga das Nações.

Ou seja, mesmo que os homens de Fernando Santos não terminem o grupo num dos dois primeiros lugares, os que dão acesso direto à fase final, serão repescados para um playoff a quatro. Nas mesmas condições estão Suíça, Holanda e Inglaterra, que também ficarão num dos cinco grupos de cinco equipas devido à participação na fase final da Liga das Nações e que por isso não terão qualquer seleção do pote 6 (Letónia, Liechtenstein, Andorra, Malta e São Marino) no respetivo grupo.

Também por via de triunfos nos respetivos grupos das outras três ligas da Liga das Nações, outras 12 seleções também já sabem que, no mínimo, vão participar no playoff: Bósnia, Ucrânia, Dinamarca e Suécia (Liga B); Escócia, Noruega, Sérvia e Finlândia (Liga C); e Geórgia, Macedónia, Kosovo e Bielorrússia (Liga D).

Assim sendo, até poderá haver um grupo só com seleções já com o playoff garantido, como Portugal, Bósnia, Escócia, Geórgia e Bielorrússia, por exemplo. O que seria, em teoria, um sorteio simpático, uma vez que a Alemanha é o principal adversário a evitar do pote 2, a Sérvia é a menos simpática do pote 3 e a traumática Grécia está no pote 4. Ainda assim, teoricamente seria mais acessível defrontar uma seleção do pote 2 sem tanta tradição como Áustria ou País de Gales, uma do pote 3 há muito afastada de fases finais como Escócia, Noruega, Finlândia ou Israel, uma do pote 4 quase sempre sinal de facilidades como Estónia ou Lituânia e uma das mais frágeis do pote 5 como Gibraltar ou Ilhas Faroé.

No fundo, a fase de qualificação, que decorrerá entre 21 de março a 19 de novembro de 2019, vai apurar 20 seleções para a fase final. As restantes quatro vagas serão definidas entre 26 a 31 de março de 2020 nos quatro playoffs relacionados com o desempenho das seleções nas respetivas ligas da Liga das Nações.

Baku (Azerbaijão), Copenhaga (Dinamarca), Londres (Inglaterra), Munique (Alemanha), Budapeste (Hungria), Roma (Itália), Amesterdão (Holanda), Dublin (República da Irlanda), Bucareste (Roménia), São Petersburgo (Rússia), Glasgow (Escócia) e Bilbau (Espanha) serão as cidades-sede do Euro 2020, que se vai realizar entre 12 de junho a 12 de julho desse ano.

Composição dos potes:

Pote 1: Suíça, PORTUGAL, Holanda e Inglaterra (as quatro forçosamente num grupo de cinco seleções), Bélgica, França, Espanha, Itália, Croácia e Polónia;

Pote 2: Alemanha, Islândia, Bósnia e Herzegovina, Ucrânia, Dinamarca, Suécia, Rússia, Áustria, País de Gales e República Checa;

Pote 3: Eslováquia, Turquia, República da Irlanda, Irlanda do Norte, Escócia, Noruega, Sérvia, Finlândia, Bulgária e Israel;

Pote 4: Hungria, Roménia, Grécia, Albânia, Montenegro, Chipre, Estónia, Eslovénia, Lituânia e Geórgia;

Pote 5: Macedónia, Kosovo, Bielorrússia, Luxemburgo, Arménia, Azerbaijão, Cazaquistão, Moldávia, Gibraltar e Ilhas Faroé;

Pote 6: Letónia, Liechtenstein, Andorra, Malta e São Marino (as cinco forçosamente num grupo de seis seleções).

Condicionantes:

Anfitriões: Uma vez que a fase final do Euro 2020 vai ser disputado em 12 cidades de 12 países, um máximo de dois anfitriães serão colocados em cada grupo. As seleções que terão essa condicionante são Azerbaijão, Dinamarca, Inglaterra, Alemanha, Hungria, Itália, Holanda, República da Irlanda, Roménia, Rússia, Escócia e Espanha.

Motivos políticos: Devido a questões políticas, não poderão ser sorteados para os mesmos grupos Gibraltar e Espanha, Kosovo e Bósnia e Kosovo e Sérvia. Rússia/Ucrânia e Arménia/Azerbaijão também estão identificados como confrontos políticos pela UEFA, mas essas seleções já não poderão defrontar-se por estarem nos mesmos potes.

Inverno rigoroso: Apenas duas seleções cujos países estão identificados como tendo invernos rigorosos poderão ser englobadas em cada grupo. Nessas condições estão Bielorrússia, Estónia, Ilhas Faroé, Finlândia, Islândia, Letónia, Lituânia, Noruega, Rússia e Ucrânia. Ilhas Faroé, Finlândia e Islândia não poderão mesmo receber jogos em março e novembro.

Viagens longas: Por se situarem em extremos da Europa, Azerbaijão, Islândia e Cazaquistão poderão no máximo fazer uma longa viagem ao outro extremo do continente. Por outras palavras, entre Gibraltar, Islândia e Portugal, apenas uma seleção poderá ficar incluída no grupo dos azeris. Entre Arménia, Chipre, Geórgia e Israel, só uma poderá jogar com os islandeses. E entre Andorra, Inglaterra, França, Ilhas Faroé, Gibraltar, Islândia, Malta, Irlanda do Norte, Portugal, Republica da Irlanda, Escócia, Espanha e País de Gales, somente uma defrontará os cazaques.

Ler mais

Exclusivos