Torres Pereira responde a Dias Ferreira e garante imparcialidade

Presidente da Comissão de Gestão diz que não lhe cabe proceder a condenações ou absolvições públicas face aos dirigentes que saíram para a lista de José Maria Ricciardi

Dias Ferreira pediu explicações ao presidente da Comissão de Gestão do Sporting e Artur Torres Pereira já deu resposta. Em comunicado publicado esta segunda-feira, o líder do atual órgão que gere o clube leonino garante ao candidato "rigorosa imparcialidade" em relação ao processo eleitoral em curso e recusa tomar posição pública sobre o facto de dois ex-dirigentes da Comissão se terem demitido de funções para passar a integrar a lista de José Maria Ricciardi.

Recorde-se que os dois elementos em causa são Jorge Guarita e Alexandre Cavalleri, cuja resignação e posterior adesão à candidatura do banqueiro levaram Dias Ferreira a enviar uma carta a Artur Torres Pereira pedindo explicações e garantias de imparcialidade, recordando uma frase do presidente da Comissão da Gestão na conferência de imprensa realizada a 24 de junho, após iniciar funções. "Nenhum membro desta Comissão de Gestão aceitará integrar qualquer lista concorrente às próximas eleições", garantiu então Torres Pereira.

Ora, agora, em resposta à carta de Dias Ferreira, o líder da Comissão de Gestão assegura que este órgão, "qualquer que seja a sua composição, manterá durante o período de campanha eleitoral a mesma rigorosa imparcialidade que manteve no período imediatamente anterior, pois ela decorre da honra e da responsabilidade de servir o Sporting Clube de Portugal e não qualquer fação sua".

Quanto ao pedido de Dias Ferreira para "condenar publicamente" a atitude dos dois dirigentes demissionários, Artur Torres Pereira recusa-o e explica: "Sendo as pessoas livres de tomarem as decisões que entendem, não cabe à Comissão de Gestão assumir as responsabilidades de terceiros nem ao seu Presidente proceder a julgamentos comportamentais ou a 'condenações ou 'absolvições' públicas."

Ler mais

Exclusivos