Tomás Froes: "Tenho estado a trabalhar com Figo num projeto para o Sporting"

Sócio da agência Partners (marketing) tenta convencer o ex-jogador a avançar com uma candidatura à presidência do Sporting, nas eleições de 8 de setembro.

Tomás Froes confirmou neste sábado que tem trabalhado com Luís Figo no sentido de encontrar "um projeto" para o Sporting. Ou seja, o ex-futebolista pondera uma candidatura à presidência dos leões, tal como o DN noticiou.

"No seguimento das notícias vindas a público sobre uma possível candidatura de Luís Figo à presidência do Sporting Clube de Portugal, gostaria de esclarecer todos os sportinguistas de que tenho estado a trabalhar com Luís Figo num projeto e numa visão global para o Sporting. Um projeto em que Luís Figo se envolveu com toda honra e paixão e no qual estamos muito empenhados para assegurar as condições necessárias para a sua viabilidade", pode ler-se num comunicado, revelado pelo jornal O Jogo.

Segundo Froes, a visão que ele e Figo partilham não foi pensada nem discutida com nenhuma das pessoas ou entidades referidas em alguns órgãos de comunicação Social: "O passado está escrito e é certo que não se pretende uma proposta de um presente previsível. O foco, mais do que nunca, tem de estar no futuro."

O DN tentou contactar Tomás Froes, mas sem sucesso.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

Estou a torcer por Rio apesar do teimoso Rui

Meu Deus, eu, de esquerda, e só me faltava esta: sofrer pelo PSD... É um problema que se agrava. Antigamente confrontava-me com a fria ministra das Finanças, Manuela Ferreira Leite, e agora vejo a clarividente e humana comentadora Manuela Ferreira Leite... Pacheco Pereira, um herói na cruzada anti-Sócrates, a voz mais clarividente sobre a tragédia da troika passista... tornou-se uma bússola! Quanto não desejei que Rangel tivesse ganho a Passos naquele congresso trágico para o país?!... Pudesse eu escolher para líder a seguir a Rio, apostava tudo em Moreira da Silva ou José Eduardo Martins... O PSD tomou conta dos meus pesadelos! Precisarei de ajuda...?

Premium

arménios na síria

Escapar à Síria para voltar à Arménia de onde os avós fugiram

Em 1915, no Império Otomano, tiveram início os acontecimentos que ficariam conhecidos como o genocídio arménio. Ainda hoje as duas nações continuam de costas voltadas, em grande parte porque a Turquia não reconhece que tenha havido uma matança sistemática. Muitas famílias procuraram então refúgio na Síria. Agora, devido à guerra civil que começou em 2011, os netos daqueles que fugiram voltam a deixar tudo para trás.