Mesmo com hemorragia no nariz ganha maratona

Bielorrusa Volha Mazuronak sagrou-se campeã da Europa em Berlim, mesmo a sangrar do nariz desde os 30 minutos de prova. E nos metros ainda se enganou no percurso. No fim, ganhou

É uma vitória da superação. Volha Mazuronak, 29 anos, seguia no grupo da frente da prova de maratona no Campeonato Europeu de Atletismo em Berlim quando, com apenas 30 minutos de corrida, sofreu uma inesperada hemorragia no nariz. O sangue cobriu a sua face mas a bielorrussa seguiu firme, limpou a cara e foi até ao final para conquistar o primeiro ouro da sua carreira.

Mazuronak, que ficou em quinto lugar nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, conseguiu limpar o rosto com uma esponja recolhida numa das estações de água de prova e manteve-se firme na disputa da prova. Acabou por imprimir depois um ritmo que abalou as rivais e só a francesa Clemence Calvin a acompanhou.

Quando as duas atletas se preparavam para os metros finais na capital alemã, a bielorrussa parecia ter uma vantagem decisiva. Mas enganou-se no percurso e o erro permitiu a Calvin ainda discutir a vitória. Mazuronak fez um esforço final e foi a vencedora com 2 horas 26 minutos e 22 segundos, seis segundos apenas à frente da francesa.

"A corrida foi difícil. De repente, o sangue começou a sair do meu nariz e pensei que ia parar rapidamente. Mas não, era forte", disse Volha Mazuronak, no final. "Sei que deve ter parecido horrível. Felizmente consegui continuar e no final isso não me afetou. Acho que poderá ser por causa da mudança do clima, mas já aconteceu comigo durante o treino antes. Não sei porquê", acrescentou a bielorrussa que nunca tinha conquistado uma medalha de ouro numa grande prova.

Ler mais

Exclusivos