Sporting e Atlético Madrid já negoceiam acordo por Gelson

Expectativa dos leões é chegar aos 40 milhões de euros de compensação pela saída do extremo, que rescindiu em agosto alegando justa causa após os acontecimentos de maio. Mas há mais casos para resolver

O Sporting e o Atlético Madrid já começaram as negociações com vista a um acordo sobre Gelson Martins. O extremo rescindiu com os leões em agosto, alegando justa causa, para se juntar aos colchoneros, mas o clube leonino decidiu acionar a FIFA e fazer queixa do emblema espanhol. Agora há a expectativa de chegar a um acordo. A base das negociações, segundo soube o DN, é de 40 milhões de euros, sendo que o Sporting exigiu uma compensação de 110 milhões no processo que moveu ao At. Madrid.

Frederico Varandas colocou a questão dos processos aos jogadores que rescindiram e ainda não chegaram a acordo, casos de Gelson, Patrício e Podence, como prioritário, visto ser uma forma de o clube encaixar dinheiro rapidamente. Para isso conta com um aliado de peso: Jorge Mendes. O empresário de CR7 tem os três dossiers em mãos e será ele a resolvê-los. Além de ser Mendes a negociar com os colchoneros é também o agente que irá negociar com os Wolves por Rui Patrício (18 milhões de euros) e com o Olympiacos por Podence (embora este seja o caso mais difícil de resolver e também o que menos encaixe financeiro representa).

A questão é que o agente FIFA quer resolver uma questão pendente, relativamente a Adrien, antes de concluir qualquer outro assunto. Mendes reclama ter direito a 20% da transferência de Adrien do Sporting para o Leicester, visto que era dono de 20% do passe do médio. Frederico Varandas, que precisa urgentemente de capital para resolver problemas urgentes de tesouraria, tem um facto a seu favor no caso de Gelson: a necessidade do Atlético chegar a um acordo. É que os espanhóis estão sob supervisão da FIFA e já foram inclusive castigados por contratações abusivas, por isso, em caso de nova condenação, correm o risco de ser penalizados com um ano fora das competições europeias. Um risco que a equipa de Simeone não quererá correr.

O clube espanhol, contudo, parece renitente em chegar a um acordo por valores superiores a 20 milhões de euros, tendo ponderado um acordo por objetivos que possa servir os interesses dos dois clubes e do jogador.

No total, a SAD leonina pediu 220 milhões de euros de indemnizações aos clubes que contrataram e inscreveram jogadores que rescindiram com o Sporting. E são cinco os atletas que rasgaram os contratos com o clube leonino, alegando justa causa, após a invasão da Academia, em maio, que terminou com agressões a jogadores e treinadores. Além de Gelson Martins, Patrício e Podence também Rafael Leão e Rúben Ribeiro rescindiram com os leões e foram alvo de processo indemnizatório.

Ler mais

Exclusivos