Sp. Braga renova com Hassan e empresta-o ao Olympiacos

O avançado egípcio de 25 anos renovou por uma temporada com os bracarenses, mas vai ser emprestado ao Olympiacos, da Grécia, anunciou esta quinta-feira o presidente dos minhotos, António Salvador.

O ponta de lança egípcio, disse o responsável bracarense, deve ser oficializado, na sexta-feira, como reforço da equipa de Atenas, orientada pelo treinador português Pedro Martins, com o qual trabalhou no Rio Ave, na época 2014/15 e no início da época 2015/16, antes de rumar aos arsenalistas.

O dianteiro jogava em Portugal desde a época 2011/12, quando ingressou nos juniores do Rio Ave, e, depois de ter marcado 30 golos pelos vila-condenses, entre as temporadas 2012/13 e 2014/15, foi também regularmente utilizado nas três épocas seguintes, em Braga, com 24 golos em 101 jogos disputados.

O presidente do Sporting de Braga referiu ainda que nenhum dos restantes elementos do plantel é "negociável", a não ser que qualquer clube interessado pague a cláusula de rescisão.

"É este grupo que vai lutar pelos três objetivos que temos para esta época", frisou, no rescaldo da eliminação do Sporting de Braga na terceira pré-eliminatória da Liga Europa, frente ao Zorya Luhansk, da Ucrânia.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Pedro Lains

Compreender Marques Mendes

Em Portugal, há recorrentemente espaço televisivo para políticos no activo comentarem notícias generalistas, uma especificidade no mundo desenvolvido. Trata-se de uma original mistura entre comentário político e espaço noticioso. Foquemos o caso mais saliente dos dias que correm para tentar perceber a razão dessa peculiaridade nacional. A conclusão é que ela não decorre da ignorância das audiências, da falta de especialistas sobre os temas comentados, ou da inexistência de jornalistas capazes. A principal razão é que este tipo de comentário serve acima de tudo uma forma de fazer política.