Sp. Braga estraga jogo de apresentação ao Desp. Chaves

Um golo do médio Ryller, aos 90 minutos, permitiu esta quinta-feira aos bracarenses venceros flavienses por 1-0, no jogo de apresentação dos transmontanos de 2018/19.

Os flavienses, este ano orientados por Daniel Ramos, apresentaram-se aos sócios com seis reforços no onze inicial e entraram melhor no desafio, quando, logo aos três minutos, Avto, a passe de João Teixeira, ficou perto do golo, com um remate às malhas laterais.

A primeira parte foi dividida, sem que nenhumas das equipas se superiorizasse, e o Sporting de Braga, que apresentou quatro reforços de início, apostou numa primeira fase nos ataques pelo lado esquerdo do terreno, com o lateral Esgaio e o ala Fábio Martins em destaque.

O emblema transmontano alterou por completo o onze para a segunda parte, enquanto o Sporting de Braga, orientado por Abel Ferreira, começou a mexer na equipa apenas a partir dos 70 minutos, efetuando quatro substituições.

O clube minhoto assumiu o desafio, com um futebol em posse que lhe permitiu ter algumas situações para marcar, mas Fábio Martins, servido duas vezes por Murilo, aos 49 e 70 minutos, não conseguiu a finalização.

No lado dos transmontanos o lateral-esquerdo Djavan esteve em evidência, procurando desequilibrar no ataque, mas foi Bruno Gallo a ficar perto de marcar, aos 87 minutos, com um remate à entrada da área, que Tiago Sá defendeu para canto.

O momento do jogo aconteceu aos 90 minutos, numa jogada de insistência de Esgaio, que evitou a perda de bola pela direita e combinou com Fransérgio, tendo este cruzado para a finalização de cabeça de Ryller, lançado na etapa complementar, e que decidiu a partida.

O encontro serviu de derradeiro teste para o Desportivo de Chaves, antes do primeiro jogo oficial da época, no próximo domingo, na deslocação a casa do Arouca, do segundo escalão, para a segunda eliminatória da Taça da Liga.

Após o oitavo jogo de pré-temporada, o Sporting de Braga volta a jogar na sexta-feira, às 20.30, frente ao Celta de Vigo, equipa da primeira divisão de Espanha.

Ficha de jogo

Jogo no Estádio Municipal Eng.º Manuel Branco Teixeira, em Chaves

Desportivo de Chaves -- Sporting de Braga, 0-1.

Ao intervalo: 0-0.

Marcador:

0-1, Ryller, 90 minutos.

Equipas:

- Desportivo de Chaves: António Filipe, Brigues, Maras, Marcão, Luís Martins, Filipe Melo, Stephen Eustáquio, João Teixeira, Avto, Ghazaryan e William.

Jogaram ainda: Ricardo, Paulinho, Hugo Basto, Nuno André Coelho, Jefferson, Perdigão, Bressan, Bruno Gallo, Djavan, Mika, Platiny, João Paulo e David Moura.

Treinador: Daniel Ramos.

- Sporting de Braga: Tiago Sá, Marcelo Goiano, Bruno Viana, Pablo, Esgaio, Fransérgio, Eduardo, João Novais, Murilo, Fábio Martins e Dyego Sousa.

Jogaram ainda: Luther, Xadas, Wilson Eduardo e Ryller.

Treinador: Abel Ferreira.

Árbitro: Mauro Henriques (AF Vila Real).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Marcelo Goiano (72).

Assistência: cerca de 1.500 espetadores

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).

Premium

nuno camarneiro

Uma aldeia no centro da cidade

Os vizinhos conhecem-se pelos nomes, cultivam hortas e jardins comunitários, trocam móveis a que já não dão uso, organizam almoços, jogos de futebol e até magustos, como aconteceu no sábado passado. Não estou a descrever uma aldeia do Minho ou da Beira Baixa, tampouco uma comunidade hippie perdida na serra da Lousã, tudo isto acontece em plena Lisboa, numa rua com escadinhas que pertence ao Bairro dos Anjos.

Premium

Rui Pedro Tendinha

O João. Outra vez, o João Salaviza...

Foi neste fim de semana. Um fim de semana em que o cinema português foi notícia e ninguém reparou. Entre ex-presidentes de futebol a serem presos e desmentidos de fake news, parece que a vitória de Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos, de Renée Nader Messora e João Salaviza, no Festival do Rio, e o anúncio da nomeação de Diamantino, de Daniel Schmidt e Gabriel Abrantes, nos European Film Awards, não deixou o espaço mediático curioso.