Son ajuda Coreia do Sul a vencer Japão e evita serviço militar obrigatório

Os coreanos conquistaram a Taça Asiática com um triunfo por 2-1 no prolongamento. No final, o avançado do Tottenham suspirou de alivio

Heung-Min Son, futebolista do Tottenham, ajudou este sábado a Correia do Sul a vencer o Japão, por 2-1, na final da Taça Asiática, evitando assim o cumprimento do serviço militar obrigatório do seu país.

Com uma igualdade 0-0 registada no tempo regulamentar, os golos só apareceram no prolongamento, através do Lee Seung-Woo, aos 93 minutos, e por Hwang Hee-Chang, aos 101, ambos assistidos pelo extremo do do clube inglês. Para os nipónicos reduziu Ayase Ueda, aos 115.

Son consegue então ficar isento de cumprir a lei da Coreia do Sul, que apenas dispensaria o atleta do serviço militar caso conquistasse uma medalha de ouro olímpica ou a Taça Asiática.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.