FC Porto defronta Liverpool nos quartos de final. Ajax no caminho de Ronaldo

Liverpool, de Inglaterra, vai estar no caminho do FC Porto nos quartos-de-final da Liga dos Campeões. Juventus de Cristiano Ronaldo e João Cancelo vai medir forças com o Ajax

O FC Porto vai defrontar o Liverpool, de Inglaterra, nos quartos-de-final da Liga dos Campeões, ditou o sorteio realizado esta sexta-feira de manhã em Nyon, na Suíça. Já a Juventus de Cristiano Ronaldo e João Cancelo vai defrontar o Ajax, da Holanda. Os jogos da primeira mão estão agendados para os dias 9 e 10 de abril, enquanto os da segunda mão serão disputados uma semana depois, a 16 e 17 de abril.

Esta é a nona vez que os azuis e brancos atingem esta fase da competição, num histórico em que se destacam as vitórias nas finais de 1986/87 e 2003/04. Em 1993/94, os portistas caíram na meia-final ante o Barcelona de Johan Cruyff, na altura disputada em jogo único. Em 1990/91, 1996/97, 1999/00, 2008/09 e 2014/15, os dragões foram afastados logo nos quartos-de-final.

Já Cristiano Ronaldo, que desde 2010/11 atinge pelo menos as meias-finais, leva sete golos em cinco confrontos com o Ajax, todos ao serviço do Real Madrid e referentes à fase de grupos da Liga dos Campeões. Só não marcou no primeiro, em setembro de 2010, tendo apontado um hat trick em Amesterdão em outubro de 2011.

Além do FC Porto e da dupla lusa da Juventus, continuam em prova os futebolistas portugueses Bruno Varela (Ajax), Nélson Semedo (Benfica), Rafael Camacho (Liverpool) e Bernardo Silva (Manchester City).

À partida para o sorteio, Manchester City e Manchester United não podiam jogar em casa no mesmo dia ou em dias consecutivos por motivos de segurança, sendo essa a única restrição do sorteio.

Além dos quartos-de-final, ficou também definido o emparelhamento dos jogos nas meias-finais. Em caso de triunfo na eliminatória com o Liverpool, o FC Porto vai jogar com Manchester United ou Barcelona. Já a Juventus de Ronaldo, se ultrapassar o Ajax, vai medir forças com Tottenham ou Manchester City.

Ou seja, FC Porto e Cristiano Ronaldo só se poderão defrontar na final. O mesmo significa que o internacional português apenas poderá reencontrar o rival Lionel Messi no jogo decisivo, a 1 de junho, no Wanda Metropolitano, em Madrid.

Resultado do sorteio:

Ajax - Juventus

Liverpool - FC Porto

Tottenham - Manchester City

Manchester United - Barcelona

Finalista vencido reencontra Dragão

Finalista vencido da última edição da Liga dos Campeões, o Liverpool não está a ter vida fácil esta época, mas ultrapassou o Bayern Munique e é sempre um candidato à vitória final. Ainda antes, com Paris Saint-Germain e Nápoles na fase de grupos, o caminho foi tudo menos fácil. E se na Europa a equipa de Klopp anda para a frente, em Inglaterra faz o caminho inverso. Liderou durante várias jornadas a Premier League e chegou a ter uma vantagem algo confortável sobre o perseguidor Manchester City, mas é agora a equipa de Guardiola que lidera, com um ponto de avanço.

Embora internacionalmente FC Porto e Ajax fossem considerados os adversários mais acessíveis, o treinador do Liverpool diz que não está especialmente agradado com o sorteio. "Estou muito longe de pensar que este foi o melhor sorteio para nós, porque não foi. É apenas um sorteio. É um adversário que vamos ter de defrontar e preparar muito bem para o fazer", frisou Jurgen Klopp, desvalorizando a goleada por 5-0 no ano passado no Estádio do Dragão: "O resultado final foi muito estranho. Foi muito bom para nós, claro, mas foi estranho. Na segunda mão, vimos o caráter do FC Porto e a qualidade que eles têm."

Histórico desfavorável

O FC Porto ainda procura a primeira vitória nas competições europeias frente ao Liverpool, equipa que vai reencontrar nos quartos-de-final da Liga dos Campeões de futebol, após seis embates anteriores. O sorteio realizado na sede da UEFA, em Nyon, na Suíça, colocou os dragões novamente no caminho dos reds, tal como na temporada passada, altura em que os ingleses afastaram o campeão português nos oitavos de final.

Após dois empates anteriores, o Liverpool somou a primeira vitória em casa do FC Porto e logo de forma clara, com uma goleada por 5-0. Com a eliminatória decidida, as duas equipas voltaram a encontrar-se em Anfield Road, onde o FC Porto conseguiu um empate a zero, depois de ter perdido nas duas primeiras deslocações a Liverpool.

Os resultados da temporada passada reforçaram ainda mais o domínio do Liverpool no confronto direto, com três vitórias e três empates, somando 12 golos marcados e apenas dois sofridos. O primeiro embate entre os dois emblemas aconteceu 11 anos após aquele que ainda é o último título do Liverpool na Premier League, em 1989/90, seca que até pode terminar esta temporada, em que os reds lutam pelo cetro com o Manchester City.

O duelo começou nas Antas, onde o FC Porto, que havia eliminado Partizan Belgrado, Wisla Cracóvia, Espanyol e Nantes, não conseguiu mais do que uma igualdade a zero. Em Inglaterra, os comandados do atual selecionador luso, Fernando Santos, também não conseguiram marcar e foram afastados com dois golos de 'rajada', apontados por Danny Murphy, aos 33 minutos, e pelo Bola de Ouro Michael Owen, aos 38.

Depois de afastar os dragões, o Liverpool eliminou nas meias-finais o FC Barcelona (0-0 fora e 1-0 em casa) e bateu na final os também espanhóis do Alavés, por 5-4, após prolongamento, arrecadando a Taça UEFA.

Sete épocas depois, em 2007/08, o FC Porto, então sob o comando de Jesualdo Ferreira, e o Liverpool voltaram a encontrar-se, desta vez na fase de grupos da Liga dos Campeões e os resultados foram idênticos. Os azuis e brancos começaram a ganhar no Dragão, com uma grande penalidade convertida pelo argentino Lucho González, logo aos oito minutos, mas, pouco depois, aos 17, o holandês Dirk Kuyt restabeleceu a igualdade. Na segunda parte, mais precisamente aos 58 minutos, Jermaine Pennant viu o segundo cartão amarelo e deixou os reds reduzidos a 10 unidades, mas o FC Porto não aproveitou, em encontro da primeira jornada da fase de grupos.

À quinta ronda, em Liverpool, o intervalo também chegou com uma igualdade a um golo, com o argentino Lisandro López, aos 33 minutos, a responder ao tento inaugural do internacional espanhol Fernando Torres, aos 19. O último quarto de hora foi, porém, penoso para o FC Porto, com o Liverpool a marcar três golos, por intermédio de Torres, que 'bisou', aos 78 minutos, do antigo capitão Steven Gerrard, aos 84, e do 'gigante' Peter Crouch, aos 88.

O Liverpool venceu por cinco vezes a Liga dos Campeões, a última em 2004/2005, numa recuperação histórica frente ao AC Milan.

Exclusivos