João Félix, Diogo Jota e Dyego Sousa convocados no regresso de Ronaldo

A grande novidade é a convocatória do avançado brasileiro do Sp. Braga, que está naturalizado português. João Félix e Diogo Jota são outras estreias, numa lista marcada pelo regresso de Cristiano Ronaldo, que falhou a Liga das Nações.

Fernando Santos divulgou esta sexta-feira a convocatória para os jogos com a Ucrânia (22 de março) e Sérvia (25), os primeiros da fase de qualificação para o Euro 2020. As grandes novidades são as chamadas do benfiquista João Félix, do luso-brasileiro Dyego Sousa (Sp. Braga) e de Diogo Jota (Wolverhampton). Além, claro, do regresso de Cristiano Ronaldo.

O jogador da Juventus falhou a fase de grupos da Liga das Nações, por opção de Fernando Santos e também do próprio jogador. Ronaldo representou pela última vez a seleção no Mundial2018, na Rússia, numa prova em que Portugal acabou eliminado nos oitavos de final, com uma derrota diante do Uruguai (2-1).

João Félix, 19 anos, mereceu a primeira chamada. Com oito golos marcados desde o início de 2019, o avançado tem sido um dos destaques do Benfica desde que Bruno Lage passou a treinador principal. Outra grande novidade é a chamada de Dyego Sousa, avançado brasileiro do Sp. Braga, que está naturalizado português (está desde os 18 anos em Portugal). E também Diogo Jota, que está a dar vistas na Premier League, ao serviço do Wolverhampton.

Fernando Santos sobre Dyego Sousa: "Está cá desde os 18 anos. Vai da avaliação que fazemos, sempre disse que tem a ver com isso. E chegou a altura de achar que o Dyego deve ser convocado porque reúne todos os requisitos. Nos últimos quatro meses vimos muitos jogos ao vivo e em vídeo para termos uma análise mais real. Qualidade não é só o fator decisivo, se não teria de trazer 40/50 jogadores. Entendemos que pode ser importante, mas há outros jogadores."

Fernando Santos sobre João Félix: "Vai encaixar como outro qualquer, não tem estatuto diferente. É mais um. Houve outros 15 que ficaram de fora. É um jogador igual aos outros."

Fernando Santos sobre Cristiano Ronaldo: "Está tudo esclarecido. Não há mais nada a falar. Portugal não é só um candidato, temos mais responsabilidade do que isso. Vamos entrar no Campeonato da Europa como qualidade de campeões. Era expectável. É só o melhor jogador do mundo que vai regressar à sua equipa. Nenhuma equipa vai ser mais forte sem Cristiano Ronaldo."

Em relação à última convocatória, regressam também José Sá (Olympiacos), Nelson Semedo (FC Barcelona) e João Moutinho (Woverhampton), saindo Cláudio Ramos (Tondela), Cédric Soares (Southampton), Luís Neto (Zenit), André Gomes (Everton), Renato Sanches (Bayern Munique), Bruma (Leipzig) e Éder (Lokomotiv Moscovo)

Portugal começa a defender o título europeu conquistado em 2016, em França, frente à seleção da Ucrânia, a 22 de março, no Estádio da Luz, em Lisboa, recebendo três dias depois a Sérvia, no mesmo recinto, estando o início de ambos os jogos agendados para as 19.45.

A seleção nacional vai disputar o Grupo B de apuramento para o Campeonato Europeu de 2020, que inclui ainda a Lituânia e o Luxemburgo. Pela primeira vez, a fase final da competição vai decorrer em 12 cidades de 12 países diferentes, com Londres a receber os jogos das meias-finais e da final.

Eis a lista completa de convocados:

Guarda-redes: Beto (Goztepe), José Sá (Olympiakos) e Rui Patrício (Wolverhampton).

Defesas: João Cancelo (Juventus), Nélson Semedo (Barcelona), José Fonte (Lille), Pepe (FC Porto), Rúben Dias (Benfica), Raphael Guerreiro (Borussia Dortmund) e Mário Rui (Nápoles).

Médios: Danilo Pereira (FC Porto), Rúben Neves (Wolverhampton), William Carvalho (Bétis), Bruno Fernandes (Sporting), João Mário (Inter), João Moutinho (Wolverhampton) e Pizzi (Benfica)

Avançados: Bernardo Silva (Manchester City), João Félix (SL Benfica), Gonçalo Guedes (Valencia) Rafa Silva (SL Benfica), André Silva (Sevilha), Cristiano Ronaldo (Juventus), Diogo Jota (Wolverhampton) e Dyego Sousa (SC Braga).

Ler mais

Exclusivos