Sérgio Conceição: "Temos espírito de campeões"

Treinador portista comentou a vitória deste sábado do FC Porto sobre o Sp. Braga (1-0), no Estádio do Dragão, em partida da 10.ª jornada da I Liga

Sérgio Conceição elogiou exibição do Sp. Braga e qualidade do jogo, mas destacou caráter, personalidade e grande ambição dos jogadores do FC Porto.

Vitória justa? "Sim, marcámos um golo e o Sp. Braga não conseguiu fazer. Jogo muito competitivo, com duas equipas organizadas e que se conhecem bem. Houve ocasiões de parte a parte. As mexidas que fiz foram sempre à procura de vencer o jogo. Vi jogadores com intensidade no jogo, depois de terça-feira termos tido uma vitória justa na Champions."

Onze ambicioso? "Com muito respeito pelo Sp. Braga, um clube ambicioso e competitivo, nós somos campeões nacionais, somos o FC Porto. Perdemos aquele jogo na Luz e de então para cá só temos vencido. Quem viu o jogo no estrangeiro terá ficado muito agradado com o futebol português."

Otávio? "O importante é a equipa. O Adrián López ficou de fora hoje e tem trabalhado de forma fantástica. Há frustração mas aceitação das decisões do treinador."

Não perder até final da época? "Tenho uma equipa de caráter, com grande personalidade, que tem também uma grande ambição. Com este espírito, penso que vamos ser felizes no fim da época. Temos espírito de campeões.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os irados e o PAN

A TVI fez uma reportagem sobre um grupo de nome IRA, Intervenção e Resgate Animal. Retirados alguns erros na peça, como, por exemplo, tomar por sério um vídeo claramente satírico, mostra-se que estamos perante uma organização de justiceiros. Basta, aliás, ir à página deste grupo - que tem 136 000 seguidores - no Facebook para ter a confirmação inequívoca de que é um grupo de gente que despreza a lei e as instituições democráticas e que decidiu fazer aquilo que acha que é justiça pelas suas próprias mãos.

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Falta (transparência) de financiamento na ciência

No início de 2018 foi apresentado em Portugal um relatório da OCDE sobre Ensino Superior e a Ciência. No diagnóstico feito à situação portuguesa conclui-se que é imperativa a necessidade de reformar e reorganizar a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), de aumentar a sua capacidade de gestão estratégica e de afastar o risco de captura de financiamento por áreas ou grupos. Quase um ano depois, relativamente a estas medidas que se impunham, o governo nada fez.