Selecionador croata atira-se aos políticos do país

Zlatko Dalic mostrou-se muito crítico contra os dirigentes políticos da Croácia e confirma que a seleção vai doar os prémios do Mundial, no total de 23 milhões de euros, a uma fundação infantil

O selecionador croata Zlatko Dalic emitiu um comunicado demolidor no Facebook, em que arrasou os políticos do seu país (a presidente Kolinda Grabar-Kitarovic, embora sem mencionar o nome), acusando-os de se aproveitarem da seleção, vice-campeã mundial, para se promoverem. Paralelamente, lamenta que muitas crianças continuem a passar fome e que a Croácia seja um dos países mais pobres da União Europeia, informando que os cerca de 23 milhões de euros amealhados pelos jogadores croatas na Rússia vão ser doados a uma fundação infantil.

Eis um longo excerto do comunicado:

"Esta geração demonstrou que um grupo de grandes futebolistas pode alcançar o topo mundial, independentemente da nação, o orçamento ou a importância do país.

Escrevo estas linhas por causa da difícil situação da Croácia. A Croácia é o país mais pobre da União Europeia, governado por membros de uma organização que já foi declarada criminosa. O povo foi conduzido ao abismo, à miséria, milhões de pessoas abandonaram a sua pátria nos últimos 20 anos.

Hoje, na Croácia, os nossos reformados não conseguem fazer face às suas necessidades mais básicas, os jovens não conseguem pagar a educação, os cuidados de saúde estão em colapso e o sistema judicial protege o grande capital e é corrupto.

Por isso, peço aos políticos e a todos os representantes das autoridades que levaram o nosso povo ao inferno da miséria, ao desespero e à pobreza, que se afastem da seleção da Croácia. Não são bem-vindos ao nosso balneário, não queremos fotos convosco nem apertar a vossa mão. Foram vocês que fizeram da Croácia o país mais pobre da Europa. A Croácia tem mais de mil quilómetros de costa e temos crianças que nunca viram o mar! Temos crianças que vão para a cama com fome porque os seus pais, que estão desempregados, não têm como dar-lhes de comer.

As pessoas que fizeram isto ao nosso país não são bem-vindas. Por favor, respeitem a nossa decisão, não vistam camisolas de futebol nem usem o nosso êxito para a vossa promoção. Só desvalorizam o nosso trabalho e não queremos que o povo da Croácia nos ligue a vocês.

A equipa informa que todos prémios ganhos no Mundial da Rússia serão depositados num fundo especial para as crianças da Croácia. Esse fundo vai financiar férias de crianças que nunca viram o mar Adriático. Os membros da seleção de futebol croata estão com o povo da Croácia e farão o que puderem para ajudá-lo, além das vitórias. Todas as crianças croatas vão ter a oportunidade de passar pelo menos sete dias na costa croata. É o mínimo que podemos fazer pelos mais vulneráveis."

Ler mais

Exclusivos