Seleção de sub-21 vence no País de Gales mas continua em terceiro lugar

Portugal venceu por 2-0 graças aos golos de André Horta e João Félix, mas apuramento para o Europeu continua complicado

A seleção nacional de sub-21 venceu esta terça-feira o País de Gales, por 2-0, em jogo realizado em Bangor, de apuramento para o Europeu da categoria.

A equipa das quinas adiantou-se no marcador com um golo de André Horta aos 35 minutos. Na segunda parte, apesar da expulsão de Yuri Ribeiro, por acumulação de cartões amarelos, Portugal aumentou a vantagem por João Félix, aos 73 minutos.

Apesar deste triunfo, Portugal mantém-se no terceiro lugar do grupo 8, a dois pontos de Roménia e Bósnia, que se defrontaram também esta terça-feira, tendo os romenos levado a melhor por 2-0.

A seleção nacional terá agora de vencer os dois jogos que restam, no Liechtenstein e em casa com a Bósnia, se quiser manter a esperança no apuramento para a fase final, sendo que a qualificação direta - através do primeiro lugar - está bastante complicada, uma vez que é preciso, que a Roménia não perca um dos dois jogos que tem em casa, precisamente com o Liechtenstein e o País de Gales.

Refira-se ainda que os quatro melhores segundos classificados de todos os grupos vão disputar um play-off, mas até aí a tarefa portuguesa não se afigura fácil, tendo em conta o que se passa nos outros grupos.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

Estou a torcer por Rio apesar do teimoso Rui

Meu Deus, eu, de esquerda, e só me faltava esta: sofrer pelo PSD... É um problema que se agrava. Antigamente confrontava-me com a fria ministra das Finanças, Manuela Ferreira Leite, e agora vejo a clarividente e humana comentadora Manuela Ferreira Leite... Pacheco Pereira, um herói na cruzada anti-Sócrates, a voz mais clarividente sobre a tragédia da troika passista... tornou-se uma bússola! Quanto não desejei que Rangel tivesse ganho a Passos naquele congresso trágico para o país?!... Pudesse eu escolher para líder a seguir a Rio, apostava tudo em Moreira da Silva ou José Eduardo Martins... O PSD tomou conta dos meus pesadelos! Precisarei de ajuda...?

Premium

arménios na síria

Escapar à Síria para voltar à Arménia de onde os avós fugiram

Em 1915, no Império Otomano, tiveram início os acontecimentos que ficariam conhecidos como o genocídio arménio. Ainda hoje as duas nações continuam de costas voltadas, em grande parte porque a Turquia não reconhece que tenha havido uma matança sistemática. Muitas famílias procuraram então refúgio na Síria. Agora, devido à guerra civil que começou em 2011, os netos daqueles que fugiram voltam a deixar tudo para trás.