Rui Vitória: "Custa-me que um árbitro desequilibre um jogo desta forma"

O treinador do Benfica não poupou o árbitro João Capela pela expulsão de Conti. Já Daniel Ramos, treinador do Chaves, enalteceu a alma da sua equipa

Rui Vitória estava irritado com o trabalho do árbitro João Capela, que expulsou Germán Conti aos 87 minutos, numa altura em que o Benfica vencia por 2-1, tendo depois concedido o empate a duas bolas.

"Depois de teremos feito o 2-1, desequilibraram um jogo desta forma, com a expulsão do Conti, numa situação que o cartão amarelo era aceitável. Com esta decisão condicionou o desenrolar o jogo. Mas é melhor eu não dizer mais nada porque se dissesse tudo o que tenho na alma... Eu quero e vou estar no jogo com o FC Porto. Custa-me que um árbitro desequilibre um jogo desta forma", atirou o treinador do Benfica.

Sobre o jogo, Rui Vitória admitiu que "na primeira parte a equipa não teve as dinâmicas que tinha de ter", acrescentando que na segunda parte o Benfica "esteve melhor". No entanto, admitiu que depois das lesões de Jardel e Gabriel e a entrada de Jonas " a equipa ficou desequilibrada" com a expulsão de Conti. "Não é fácil ajustar a equipa numa situação destas, mas vou estar atento, porque se houver este rigor em todos os jogos vamos ter muitas equipas a acabar com 10 jogadores", frisou.

Apesar do empate, Rui Vitória garante que a equipa "vai dar resposta" porque ela "tem enorme fibra".

Por sua vez, Daniel Ramos, treinador do Desp. Chaves, assumiu que o empate alcançado muito perto do fim "enche a alma" da sua equipa após aquilo que considera ter sido "um grande jogo". "Fomos para o intervalo a perder e com um sentimento de grande injustiça porque fomos muito melhores na primeira parte. Na segunda, o Benfica foi melhor, mas nós fomos mais eficazes", acrescentou

Ler mais

Exclusivos