Raphaël Guerreiro dispensado da seleção

O lateral esquerdo do Borussia Dortmund foi este sábado dispensado da seleção portuguesa devido a lesão, anunciou a Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Em comunicado, a FPF diz que o futebolista foi "dado como inapto" para o jogo de estreia da equipa das quinas na Liga das Nações, frente a Itália, na segunda-feira, no Estádio da Luz, em Lisboa, acrescentando que o lateral não vai ser substituído.

Raphaël Guerreiro esteve ausente no encontro particular com a Croácia (1-1), na quinta-feira, depois de já não ter treinado na véspera, também no Estádio Algarve.

A seleção portuguesa recebe na segunda-feira a congénere italiana, a maior ausente do Mundial 2018, em jogo com início às 19.45, no Estádio da Luz, em Lisboa, sob arbitragem do escocês William Collum.

No primeiro jogo do Grupo 3 da Liga das Nações, Itália e Polónia empataram 1-1, na sexta-feira.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Maria do Rosário Pedreira

Adeus, futuro: "O outro e o mesmo"

No tempo em que se punha pimenta na língua dos meninos que diziam asneiras, estudar Gil Vicente era uma lufada de ar fresco: ultrapassados os obstáculos iniciais daquela língua com borrifos de castelhano, sabia bem poder ler em voz alta numa aula coisas como "caganeira" e soltar outras tantas inconveniências pela voz das personagens. Foi, aliás, com o mestre do teatro em Portugal que aprendi a vestir a pele do outro: ao interpretar numa peça da escola uma das suas alcoviteiras, eu - que detesto arranjinhos, leva-e-traz e coscuvilhice - tive de esquecer tudo isso para emprestar credibilidade à minha Lianor Vaz. E talvez um bom actor seja justamente o que consegue despir-se de si mesmo e transformar-se, se necessário, no seu avesso. Na época que me coube viver, tive, aliás, o privilégio de assistir ao desempenho de actores geniais que souberam sempre ser outros (e o outro) a cada nova personagem.