Quando Futre recusou ser substituído e Ivic teve quase um enfarte

O antigo jogador português, a propósito da polémica de Kepa, lembrou nas redes sociais o dia em que também se recusou a sair do campo. Veja o vídeo de como tudo aconteceu.

Paulo Futre aproveitou a polémica com Kepa, guarda-redes do Chelsea que se recusou a ser substituído na final da Taça da Liga inglesa frente ao Manchester City, desrespeitando as ordens do treinador Maurizio Sarri, para lembrar um episódio semelhante nos tempos em que era jogador do Atlético Madrid e era treinado por Tomislav Ivic. O incidente aconteceu durante um Burgos-Atlético, na época 1990/91, que terminou empatado a um golo.

"Viram a polémica do Kepa, guarda-redes do Chelsea? Não foi o primeiro. Aqui têm a vez que eu me neguei a ser substituído e que quase provocou um enfarte (de verdade!) ao mister Ivic, que acabou por substituir outro jogador. Conheciam esta polémica? Em todos estes anos ainda não tinha visto nenhum caso tão escandaloso como o meu, é bom saber que já não sou o único. Sobra dizer que é um gesto muito feio. Não é um exemplo para as crianças e merece um castigo exemplar. Oh pá...que querem que vos diga sócios, também se aprende dos erros, e gostei da ousadia e personalidade de craque que tem Kepa Arrizabalaga!", escreveu Paulo Futre na sua página no Facebook.

Veja aqui o vídeo onde se vê Futre a recusar a substituição, gesticulando para o banco de suplentes, e depois a explicação que deu no final para o sucedido.

Ler mais

Exclusivos