Portimonense vence FC Porto (2-1)

Primeira derrota e primeiros golos sofridos pelo campeão nacional esta época. Bela exibição da sociedade algarvia Pires&Tabata bem como do jovem dragão André Pereira, candidato a ficar no plantel portista

Após vitórias concludentes nos primeiros testes da pré-época - Sp. Espinho (4-0), Varzim (8-0) e Académica (3-0) - o FC Porto sofreu nesta terça-feira a primeira derrota e os primeiros golos na temporada 2018/2019, diante do Portimonense (1-2), em Portimão, num particular integrado no estágio que os dragões estão a realizar em Lagos.

O campeão nacional alinhou de início com este onze: Casillas; João Pedro, Felipe, Chidozie e Alex Telles; Otávio, Sérgio Oliveira, Óliver Torres, Brahimi; Soares e Marega.

Já o Portimonense, esta época orientado por António Folha, ex-treinador do FC Porto B, começou com esta equipa: Ricardo Ferreira; Hackman, Jadson, Marcel, Rúben Fernandes; Pedro Sá, Dener, Manafá; Bruno Tabata, Pires e Nakajima.

Aos sete minutos já Soares tinha testado os reflexos de Ricardo. O mesmo Soares aos 21' atirou ao lado quando o mais fácil era marcar. A resposta algarvia surgiu por Manafá com Casillas a dizer presente.

Entre os 41 e os 43' o Portimonense marcou duas vezes. O primeiro pelo veterano Pires, de trivela, a pós passe de Tabata. O segundo pelo próprio Tabata, assistido... por Pires. Ou seja a sociedade Pires&Tabata a fazer a cabeça em água à defesa portista.

Ao intervalo Conceição fez entrar Aboubakar, André Pereira, Hernâni, Waris e Diogo Leite e a verdade é que aos 51' a decisão de Conceição ia sendo premiada pois o jovem André Pereira atirou ao poste. Não foi nessa altura, foi aos 82' aproveitando um centro à linha de Oleg Reabciuk, moldavo de 20 anos com formação feita em Portugal desde sempre. André Pereira, por seu turno, continua em destaque ao fazer o quinto golo em quatro jogos realizados nesta pré-época.

Mesmo nos instantes finais o espanhol Adrián López teve o empate nos pés mas Leonardo, com uma estupenda defesa, negou o empate.

Refira-se que no decorrer da segunda parte entraram ainda pelo FC Porto Vaná, Mikel Agu, Bruno Costa, Oleg Reabciuk, Saidy Janko, Ewerton, Adrián López e Paulinho.

Por seu turno, Folha viu durante os segundos 45 minutos os seguintes jogadores: Wellington, Felipe, Rafael Barbosa, Jean Felipe, Iago Oliveira, Leonardo, André, Koike.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os irados e o PAN

A TVI fez uma reportagem sobre um grupo de nome IRA, Intervenção e Resgate Animal. Retirados alguns erros na peça, como, por exemplo, tomar por sério um vídeo claramente satírico, mostra-se que estamos perante uma organização de justiceiros. Basta, aliás, ir à página deste grupo - que tem 136 000 seguidores - no Facebook para ter a confirmação inequívoca de que é um grupo de gente que despreza a lei e as instituições democráticas e que decidiu fazer aquilo que acha que é justiça pelas suas próprias mãos.

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Falta (transparência) de financiamento na ciência

No início de 2018 foi apresentado em Portugal um relatório da OCDE sobre Ensino Superior e a Ciência. No diagnóstico feito à situação portuguesa conclui-se que é imperativa a necessidade de reformar e reorganizar a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), de aumentar a sua capacidade de gestão estratégica e de afastar o risco de captura de financiamento por áreas ou grupos. Quase um ano depois, relativamente a estas medidas que se impunham, o governo nada fez.