José Peseiro: "Queremos enfrentar o Arsenal olhos nos olhos"

O treinador do Sporting fala de um jogo entre duas equipas de Champions. E garante que quer vencer para dar um passo importante rumo à fase seguinte da Liga Europa.

O treinador do Sporting classificou esta quarta-feira o jogo com o Arsenal como um embate "de Champions" e assegurou que os leões querem bater os londrinos para se aproximarem dos 16 avos de final da Liga Europa de futebol.

"São equipas de Champions, que estão na Liga Europa, dois clubes históricos, com dimensão internacional. Sabemos o poder do Arsenal, mas queremos vencer, para ficar em primeiro no grupo. Seria um passo importante para passarmos à fase seguinte", afirmou José Peseiro, em conferência de imprensa.

O técnico, que fazia a antevisão do encontro da terceira jornada do grupo E, marcado para esta quinta-feira, em Alvalade, salientou a intenção dos leões em fazerem "uma boa exibição, jogando melhor" do que na última partida, diante do Loures, para a Taça de Portugal.

Do outro lado estará um conjunto que ocupa o quarto lugar da Premier League e que vem numa sequência de 10 vitórias seguidas em todas as competições. Segundo Peseiro, o Sporting terá de ser forte defensivamente, mas sem abdicar de ter a bola quando tiver condições para tal.

"É uma equipa com dinâmicas muito fortes no ataque, com capacidade de executar em grande velocidade. Temos de ser assertivos em termos defensivos, muito compactos e muito empenhados, jogando em transição, mas também tendo iniciativa, termos a bola, porque temos qualidade e jogadores para isso", referiu.

Contudo, o treinador, de 53 anos, foi perentório quanto ao que espera da partida: "Não acredito que vamos ter mais bola do que o Arsenal, mas também temos de ter a bola. Queremos enfrentar o Arsenal olhos nos olhos."

Se Mathieu está convocado para o jogo com os gunners, após ter recuperado da lesão que o afastou dos últimos encontros, o mesmo não se passa com Bas Dost, que realizou esta quarta-feira o primeiro treino com os restantes companheiros, mas ainda não está em condições de ser lançado.

"Para o Bas Dost ainda é muito cedo. Está parado há dois meses. Treinou hoje pela primeira vez com a equipa, mas mais pelo lado emocional, para estar com os colegas. Esperamos que recupere a forma o mais rapidamente possível, mas não vamos precipitar as coisas", adiantou.

Por outro lado, José Peseiro abordou as palavras do até há pouco tempo presidente da SAD do Sporting José Sousa Cintra, que, em entrevista ao jornal Record, afirmou que o técnico foi muito indeciso na escolha dos jogadores a contratar e que o Sporting poderia ter um plantel melhor.

"Desde o início que tivemos a convicção do que queríamos e que só iríamos buscar jogadores que acrescentassem mais-valia à nossa equipa. Para contratar jogadores em quantidade era nos anteriores. Decidimos, decidimos bem, com convicção e sem dúvidas", comentou.

Sporting e Arsenal, que lideram o grupo E, ambos com seis pontos, jogam nesta quinta-feira, a partir das 17:55, no Estádio José Alvalade, em Lisboa, num encontro que será dirigido pelo esloveno Damir Skomina.

Exclusivos