Paulo de Andrade pressionado a ir a votos

Antigo administrador da SAD leonina e atual comentador da SIC Notícias não tenciona apresentar uma candidatura apesar de existir uma vaga de fundo que o quer ver como presidente do Sporting

Paulo de Andrade, sabe o DN, está a ser muito pressionado a ir a votos nas eleições de 8 de setembro. Ao que o DN apurou, o gestor tem respondido a quem o tem desafiado que não tenciona ir a votos. Paulo de Andrade não mostrou recetividade, contudo, não se pode dizer que tenha fechado completamente a porta. E quem o quer ver na corrida eleitoral também ainda não desistiu.

O DN sabe que existe um grupo a pressionar o antigo dirigente leonino liderado por elementos que se demitiram do Conselho Diretivo que Bruno de Carvalho liderava e ainda por antigos apoiantes do ex-presidente verde e branco.

Paulo de Andrade foi pouco mais de um ano administrador da SAD leonina no consulado Dias da Cunha. Na época em que tutelou o futebol verde e branco - 2004/2005 - o Sporting disputou o campeonato até ao final da temporada e chegou à final da então Taça UEFA, perdida em casa com CSKA Moscovo. O treinador chamava-se... José Peseiro.

Na temporada seguinte Paulo de Andrade sairia com José Peseiro e... Dias da Cunha após um início de época muito contestado pelos sócios. Atualmente é comentador afeto ao Sporting no programa 'Dia Seguinte' da SIC Notícias.

O DN tentou contactar Paulo de Andrade mas, até ao momento, esse contacto tem-se revelado infrutífero.

Relembre-se que já assumiram ir a votos no próximo dia 8 de setembro cinco candidatos; Frederico Varandas, Tavares Pereira, Pedro Madeira Rodrigues, Dias Ferreira e Bruno de Carvalho, que nesta quarta-feira oficializará a sua candidatura em conferência de imprensa. Carlos Vieira, antigo vice-presidente do Conselho Diretivo de Bruno de Carvalho, também deve avançar, mas ainda não oficializou a sua alegada vontade.

Ler mais

Exclusivos

Premium

educação

O que há de fascinante na Matemática que os fez segui-la

Para Henrique e Rafael, os números chegaram antes das letras e, por isso, decidiram que era Matemática que seguiriam na universidade, como alunos do Instituto Superior Técnico de Lisboa. No dia em que milhares de alunos realizam o exame de Matemática A, estes jovens mostram como uma área com tão fracos resultados escolares pode, afinal, ser entusiasmante.