Djokovic vence John Millman e chega às meias finais do US Open

Com esta vitória o sérvio chega pela 11.ª vez consecutiva às meias-finais do US Open

O sérvio Novak Djokovic venceu esta quarta-feira o tenista australiano John Millman e assegurou um lugar nas meias-finais do US Open, último torneio do Grand Slam esta época que se realiza em Nova Iorque.

Novak Djokovic, número 06 do 'ranking' ATP, venceu John Millman (55.º) pelos parciais 6-3, 6-4 e 6-4.

Com esta vitória o sérvio chega pela 11.ª vez consecutiva às meias-finais do US Open, batendo o recorde de Roger Federer.

Djokovic chegou aos quartos de final após eliminar o tenista português João Sousa.

Já o australiano tinha vencido nos oitavos de final, de forma inesperada, Roger Federer, pentacampeão do prova nova-iorquina.

Na meia-final, Novak Djokovic vai enfrentar o japonês Kei Nishikori para disputar um lugar na final e poder sonhar com a terceira vitória neste torneio, que distribui cerca de 34 milhões de euros em prémios.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.