Nápoles sofre pesada derrota frente à Sampdoria

Os napolitanos perderam os primeiros pontos em Génova. Sassuolo é a grande sensação do arranque da Série A italiana

O Nápoles foi derrotado este domingo na visita à Sampdoria, em Génova, por claros 3-0 e deixou assim fugir a Juventus na liderança da Série A à 3.ª jornada.

Ao intervalo, a Sampdoria já tinha dois golos de vantagem graças a dois golos de Defrel, tendo Quagliarela fechado as contas de um jogo em que os napolitanos contaram com o português Mário Rui como titular.

Mas o grande destaque do campeonato vai para o Sassuolo, que se isolou no segundo lugar da tabela classificativa, ao receber e vencer o Génova por 5-3.

Os visitantes estiveram a ganhar graças a Piatek, mas a equipa da casa respondeu com cinco golos entre os 34 e os 62 minutos apontados por Kevin Prince Boateng, Lirola, Babacar, Spolli (na própria baliza) e Ferrari. O Génova ainda reduziu por Pandev e outra vez por Piatek, mas já não foi a tempo de evitar a derrota.

RESULTADOS DA 3.ª JORNADA DA SÉRIE A

AC Milan-AS Roma, 2-1
Bolonha-Inter Milão, 0-3
Parma-Juventus, 1-2
Fiorentina-Udinese, 1-0
Atalanta-Cagliari, 0-1
Chievo Verona-Empoli, 0-0
Lazio-Frosinone, 1-0
Sampdoria-Nápoles, 3-0
Sassuolo-Génova, 5-3
Torino-SPAL, 1-0

Confira aqui a classificação da Série A

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.