Campeões mundiais distinguidos com a Legião de Honra

Equipa de 2018 vai ter o mesmo tratamento que a seleção de 1998. Há 30 anos o presidente era Jacques Chirac, agora é Emmanuel Macron

Os futebolistas da seleção francesa de e o selecionador Didier Deschamps, vencedores do Mundial 2018, vão receber a Legião de Honra, a distinção máxima em França, segundo fontes do Palácio do Eliseu, citadas pela agência EFE.

Tal como fez o antigo presidente Jacques Chirac, quando a França venceu o seu primeiro Mundial, em 1998, o atual chefe máximo do país, Emmanuel Macron, vai distinguir os jogadores e o treinador que conquistaram no domingo o Mundial, na Rússia.

A cerimónia terá lugar dentro de alguns meses, no palácio do Eliseu.

A equipa francesa será recebida pela ministra do desporto francês, Laura Flessel.Os campeões do Mundo seguirão depois num autocarro panorâmico com destino ao Arco do Triunfo, onde vão festejar com os adeptos até aos Campos Elísios, antes de serem recebidos pelo presidente do país, Emmanuel Macron , no palácio presidencial.

A França sagrou-se campeã do Mundo de futebol pela segunda vez no domingo, ao bater a Croácia por 4-2, em jogo realizado em Moscovo, no Estádio Luzhniki.

Ler mais

Exclusivos