Mundial 2022. Acordo de 700 milhões entre FIFA e Qatar 21 dias antes do anúncio oficial

"The Sunday Times" revela acordo entre a FIFA e o canal televisivo Al Jazeera, controlado pelo emirado, 20 dias antes do anúncio da organização do Mundial pelo Qatar.

O Qatar pagou mais de 350 milhões de euros à FIFA 21 dias antes de a entidade que dirige o futebol a nível mundial ter decidido atribuir a este estado a organização do Campeonato do Mundo de 2022. O acordo previa que a estação de televisão Al Jazeera fosse eleita o canal oficial da prova.

Este negócio foi revelado pelo The Sunday Times , que acrescenta ter tido acesso a documentos que provam a existência ainda de um outro acordo para o pagamento de mais 350 milhões de euros depois de a FIFA concluir a investigação à alegada corrupção no processo de candidatura do Qatar. Este segundo compromisso foi assinado com a beINMedia Group, que é dependente da Al Jazeera.

Segundo a edição de domingo do Sunday Times apenas cerca de 100 milhões de euros deveriam ser depositados numa conta da FIFA no caso de o emirado ganhar a corrida à organização do evento.

O jornal refere ainda que contactou alguns especialistas que afirmaram que o pagamento de 700 milhões de euros pelos direitos televisivos é difícil de justificar "em termos estritamente comerciais. Este valor deverá ser cinco vezes superior ao que se paga por acordos deste tipo na região", adianta o jornal.

O Sunday Times dedica duas páginas ao tema e mostra um extrato do contrato assinado em 2010 pelo presidente da FIFA, Sepp Blatter, o secretário-geral desta entidade Jérômme Valcke e o diretor geral da Al Jazeera Nasser bin al-Khelaifi, além do responsável pelo marketing do canal.

A decisão de atribuir a organização do Mundial de 2022 ao Qatar esteve desde o início do processo envolta em polémica tendo sido iniciadas investigações, nomeadamente em outubro de 2017 pelo procurador-geral suíço, devido a suspeitas de terem sido pagos subornos aos elementos do comité da FIFA que decidiu a favor do emirado.

O mundial vai realizar-se pela primeira vez no inverno, entre 21 de novembro e 18 de dezembro de 2022, devido às altas temperaturas que se fazem sentir no Qatar no verão. A competição vai disputar-se com 32 equipas, mas o presidente da FIFA, Gianni Infantino, já propôs que sejam 48 as seleções apuradas para a fase final. Esta hipótese vai ser discutida numa reunião do conselho da FIFA.

Exclusivos