Mourinho não tem lugar em risco... pelo menos até domingo

Português teve uma conversa mais longa do que o normal com o vice-presidente do Manchester United, Ed Woodward, após a goleada sofrida com o Tottenham. Encontro da próxima jornada com o Burnley ganha importância extra

José Mourinho vai ser o treinador do Manchester United no próximo domingo, dia em que o Manchester United visita o Burnley em jogo relativo à 4.ª jornada da Premier League e que ganha importância extra depois da derrota sofrida em casa com o Tottenham (0-3), a segunda em três jornadas.

A imprensa inglesa garante que o técniico português teve uma conversa longa, mais longa do que o normal, com o vice-presidente Ed Woodward após o jogo e que a confiança no português mantém-se intacta ainda que abalada pelos resultados recentes mas também pelas divergências antes do início do campeonato quanto à política de reforços - Mourinho disse que queria mais cinco jogadores e, afinal, não surgiu ninguém para além dos que tinham sido contratados numa fase muito inicial do mercado; Diogo Dalot, Fred e Lee Grant

Se o Manchester United perder com o Burnley tudo pode acontecer, inclusivamente o timing pode ser decisivo para que se efetue uma mudança de treinador visto que depois os campeonatos fazem uma paragem. No entanto, a comunicação social realça que a cúpula diretiva sentiu muito a goleada com o Tottenham mas reconhece que na primeira parte o Manchester United podia ter construído uma vantagem folgada.

Os jornais ingleses mais atentos ao futebol não arriscam a continuidade de Mourinho em caso de novo desaire e, inclusivamente, lançam nomes de possíveis sucessores com o de Zinedine Zidane à cabeça. Antonio Conte e Mauricio Pochettino, treinador do Tottenham que goleou o United em Old Trafford, surgem como alternativas ao técnico campeão europeu, atualmente livre de compromissos.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os irados e o PAN

A TVI fez uma reportagem sobre um grupo de nome IRA, Intervenção e Resgate Animal. Retirados alguns erros na peça, como, por exemplo, tomar por sério um vídeo claramente satírico, mostra-se que estamos perante uma organização de justiceiros. Basta, aliás, ir à página deste grupo - que tem 136 000 seguidores - no Facebook para ter a confirmação inequívoca de que é um grupo de gente que despreza a lei e as instituições democráticas e que decidiu fazer aquilo que acha que é justiça pelas suas próprias mãos.

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Falta (transparência) de financiamento na ciência

No início de 2018 foi apresentado em Portugal um relatório da OCDE sobre Ensino Superior e a Ciência. No diagnóstico feito à situação portuguesa conclui-se que é imperativa a necessidade de reformar e reorganizar a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), de aumentar a sua capacidade de gestão estratégica e de afastar o risco de captura de financiamento por áreas ou grupos. Quase um ano depois, relativamente a estas medidas que se impunham, o governo nada fez.