Montero: "Podemos formar um grande plantel"

O colombiano mostrou-se confiante para a próxima época e elogiou José Peseiro.

O avançado colombiano Fredy Montero mostrou-se esta sexta-feira convicto de que o Sporting tem futebolistas com talento e disposição para formarem um grande plantel.

"Todos estão com a disposição a 100% e cada jogador tem o seu talento, tenho a convicção de que podemos formar um grande plantel", afirmou Montero, em declaração ao canal televisivo do clube, após o treino matinal.

O avançado colombiano referiu que José Peseiro, o novo treinador do Sporting, "tem um estilo muito pessoal" e defendeu a importância dos jogadores terem de estar concentrados para aprender.

"É um treinador que aposta muito na posse de bola" disse Montero, considerando que com a qualidade do plantel vai ser fácil para os jogadores adaptarem-se ao novo estilo.

Montero, de 30 anos, admitiu que nesta fase inicial de preparação da época, os treinos têm bastante carga física, necessária os jogadores voltarem a adquirir ritmo competitivo.

O plantel do Sporting, que cumpre o quarto dia de trabalho sob as ordens de José Peseiro, treinou hoje de manhã no relvado, depois de ter efetuado trabalho de ginásio

Segundo informação divulgada pelo clube, o treinador integrou nos trabalhos o jovem guarda-redes Diogo Sousa, tendo Carlos Mané trabalhado condicionado, por estar a recuperar de uma lesão, tal como Gelson Dala e Bruno César, ambos em gestão de esforço.

A equipa treina hoje às 16:30. e no sábado às 09:30, descansando no domingo.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Pedro Lains

"Gilets jaunes": se querem a globalização, alguma coisa tem de ser feita

Há muito que existe um problema no mundo ocidental que precisa de uma solução. A globalização e o desenvolvimento dos mercados internacionais trazem benefícios, mas esses benefícios tendem a ser distribuídos de forma desigual. Trata-se de um problema bem identificado, com soluções conhecidas, faltando apenas a vontade política para o enfrentar. Essa vontade está em franco desenvolvimento e esperemos que os recentes acontecimentos em França sejam mais uma contribuição importante.