Marta Pen vence milha em Berlim e bate recorde nacional com 16 anos

A atleta do Benfica bateu a marca de Carla Sacramento que durava desde 2002

A portuguesa Marta Pen (Benfica) venceu este domingo a prova de uma milha no meeting de Berlim em atletismo, com o tempo de 4.22,45 minutos, melhorando assim o recorde nacional.

Marta Pen, de 25 anos, impôs-se à norte-americana Kate Grace e à alemã Konstanze Klosterhalfen, segunda e terceira classificadas, com 4.23,23 e 4.24,27, respetivamente.

O anterior melhor registo na distância estava na posse de Carla Sacramento, desde 24 de fevereiro de 2002, quando a então atleta do Maratona cumpriu a milha em 4.23 minutos, em Liévin.

"Estou feliz com o meu recorde. Os Europeus não correram tão bem para mim [foi sexta nos 1.500 metros], pelo que é fantástico voltar aqui e vencer. Acabei de me licenciar e vou voltar para os Estados Unidos e planear os próximos tempos", afirmou Marta Pen.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os aspirantes a populistas

O medo do populismo é tão grande que, hoje em dia, qualquer frase, ato ou omissão rapidamente são associados a este bicho-papão. E é, de facto, um bicho-papão, mas nem tudo ou todos aqueles a quem chamamos de populistas o são de facto. Pelo menos, na verdadeira aceção da palavra. Na semana em que celebramos 45 anos de democracia em Portugal, talvez seja importante separarmos o trigo do joio. E percebermos que há políticos com quem podemos concordar mais ou menos e outros que não passam de reles cópias dos principais populistas mundiais, que, num fenómeno de mimetismo - e de muito oportunismo -, procuram ocupar um espaço que acreditam estar vago entre o eleitorado português.