Marcel Keizer: "Precisamos de reagir melhor à perda da bola"

O treinador do Sporting admitiu estar preocupado pelos vários golos sofridos pela sua equipa, mas prometeu "um bom jogo" para levar a melhor sobre o Villarreal, nesta quinta-feira em Alvalade, e assim continuar na Liga Europa.

Marcel Keizer alertou nesta quarta-feira para o facto de o Villarreal ser "uma equipa muito rápida, cujos jogadores defendem muito juntos", razão pela qual considera que o Sporting irá ter "um jogo muito equilibrado" nesta primeira mão dos 16 avos-de-final da Liga Europa. "É bom estar nesta fase da prova e queremos fazer um bom jogo", sublinhou.

O técnico holandês admitiu depois estar "preocupado" por a sua equipa sofrer golos há sete jogos consecutivos, mas admitiu que estão "a trabalhar o máximo para tentar melhorar". Nesse sentido, lamentou o facto de ter "poucos dias" entre os jogos nos últimos tempos para corrigir esses problemas, mas garantiu que o Sporting está "a tentar recuperar". "O objetivo é melhorar esse aspeto do jogo, como tal precisamos de reagir melhor à perda de bola", admitiu.

Nesse sentido, admitiu fazer algumas mudanças tendo em vista o facto de no domingo haver jogo com o Sp. Braga em Alvalade. "O calendário tem sido apertado, fizemos 16 jogos em dois meses, e como tal é natural que tenhamos de mudar a equipa para manter uma boa performance dos jogadores", explicou, confirmando que Nani e Mathieu vão continuar de fora devido a lesões.

Sobre a influência de Bruno Fernandes na equipa, tendo em conta os golos que tem marcado, Keizer advertiu que o Sporting "joga em equipa" e que o médio "precisa dos outros jogadores, como o Gudelj para controlar o jogo adversário, para poder render". "É importante a colaboração de todos", sublinhou.

Por sua vez, o médio Nemanja Gudelj defende que o Sporting tem de "começar bem o jogo" desta quinta-feira (20.00), em Alvalade. "Temos de passar a bola rapidamente de um lado ao outro e acredito que, com a ajuda dos adeptos, vamos ganhar o jogo e ficar em boa posição para a segunda mão", sublinhou.

O médio sérvio, que quando chegou ao Sporting disse que gostava mais de jogar como número 8, admitiu depois sentir-se "confortável e confiante" a jogar mais atrás como médio mais defensivo. "Com a forma como estamos a jogar com Marcel Keizer, todos têm de ter a bola, algo que eu gosto pois permite-me fazer muitos passes", disse, admitindo que não tem tido muitas hipóteses de rematar à baliza adversária.

"É verdade que o remate é uma das minhas qualidades, mas também tenho qualidade para parar os contra-ataques e organizar o jogo desde de trás. É por isso que remato um pouco menos, mas para isso temos o Bruno Fernandes. Ele tem um remate extraordinário, temos uma ótima relação dentro de campo", frisou.

Ler mais

Exclusivos