Liga das Nações: Competição poderá ter impacto de 150 ME na economia portuguesa

De acordo com um estudo do Instituto Português de Administração e Marketing (IPAM), o facto de se tratar de uma competição em necessidade de investimentos adicionais, a Liga das Nações pode ser bastante lucrativa.

A fase final da Liga das Nações em futebol, que começa na quarta-feira no Porto, poderá ter um impacto de 150 milhões de euros (ME) na economia portuguesa, indica uma análise do Instituto Português de Administração e Marketing (IPAM).

"Tendo em conta o formato da competição, com quatro jogos em duas cidades, estimamos que tenha um impacto de 150 ME na nossa economia", afirmou Daniel Sá, professor do IPAM, à agência Lusa, admitindo que houve uma conjugação de fatores que potenciaram os ganhos.

Entre esses fatores, o docente destacou a presença de Portugal na competição, e o facto de as outras três seleções -- Suíça, Inglaterra e Holanda -- serem provenientes de "países endinheirados".

"Esta pode ser uma competição muito rentável, até porque não houve necessidade de investimentos adicionais, uma vez que as várias infraestruturas já estão construídas há anos", referiu.

O professor do IPAM afirmou que "um jogo da seleção portuguesa é visto por três/quatro milhões de pessoas no país", e que a realização do evento em Portugal fez com que "os patrocinadores reforçassem investimentos, e aumentou as vendas de 'merchandising' da seleção portuguesa, porque há uma espécie de euforia, que se traduz em consumo adicional".

Uma eventual ausência de Cristiano Ronaldo da seleção que vai disputar a prova poderia, segundo Daniel Sá, "ter tido uma influência negativa no impacto, mas não a tão pouca distância temporal do evento".

"A ausência de Ronaldo teria impacto porque as marcas que o patrocinam poderiam não investir tanto dinheiro, e poderia haver uma diminuição na venda de bilhetes", justificou.

Segundo Daniel Sá, os estudos realizados pelo IPAM há cerca de uma década mostram que um "jogo grande" da I Liga portuguesa, como um FC Porto-Benfica, ou um Sporting-Benfica, "gera impactos de 20 a 25 ME".

O professor realçou que os jogos da Liga das Nações não devem ser comparados individualmente com estes, por vários fatores, entre os quais "a proveniência dos adeptos" e todos os gastos relativos a fatores como o alojamento e os transportes".

A primeira edição da Liga das Nações começa na quarta-feira, no Estádio do Dragão, no Porto, às 19:45, com a meia-final entre Portugal e a Suíça.

Um dia depois, Inglaterra e a Holanda disputam a outra meia-final, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, também às 19:45.

Os vencedores disputam a final da primeira edição da Liga das Nações, em 09 de junho, no Estádio do Dragão, em encontro com início às 19:45, enquanto os vencidos decidem no mesmo dia a atribuição dos terceiro e quarto lugares, no Estádio D. Afonso Henriques, às 15:00.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Legalização do lobbying

No dia 7 de junho foi aprovada, na Assembleia da República, a legalização do lobbying. Esta regulamentação possibilitará a participação dos cidadãos e das empresas nos processos de formação das decisões públicas, algo fundamental num Estado de direito democrático. Além dos efeitos práticos que terá o controlo desta atividade, a aprovação desta lei traz uma mensagem muito importante para a sociedade: a de que também a classe política está empenhada em aumentar a transparência e em restaurar a confiança dos cidadãos no poder político.